11.08.2016  /  16:42

Dilma Rousseff está em 10º na lista de salários de chefes de Estado

Em cima, Barack Obama e Justin Trodeau. Abaixo, Dilma Roussef, || Créditos: Getty Images
Em cima, Barack Obama e Justin Trodeau. Abaixo, Dilma Roussef, Angela Merkel e Shinzo Abe || Créditos: Getty Images

Mesmo afastada do cargo de presidente, Dilma Rousseff figura na décima posição na lista dos chefes de Estado com os maiores salários do mundo elaborada pela rede americana de televisão CNN, com uma renda anual de US$ 103 mil (R$ 322,9 mil). O valor considera o corte de 10% no próprio salário que ela anunciou em outubro de 2015. O ranking é liderado pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que embolsa anualmente US$ 400 mil (R$ 1,25 milhão) como ocupante do cargo e ainda é isento de pagar impostos até o total de US$ 50 mil (R$ 156,7 mil).

Completam o top 10 o primeiro ministro do Canadá, Justin Trudeau, com um salário anual de US$ 260 mil (R$ 815,1 mil), a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, com ganhos de US$ 242 mil (R$ 758,7 mil), já considerando o aumento de 2% que ela recebeu em março, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, com ganhos de US$ 241,2 mil (R$ 756,2 mil), o presidente do Congresso Nacional da África do Sul, Jacob Zuma, com ganhos de US$ 206 mil (R$ 645,8 mil), o presidente da França, François Hollande, com ganhos de US$ 198,7 mil (R$ 622,9 mil), lembrando quem em 2012, ao assumir o cargo, ele cortou o próprio salário em 30%, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, com ganhos de US$ 186,1 mil (R$ 583,4 mil), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, com ganhos de US$ 137,6 mil (R$ 431,4 mil), e o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, com ganhos de US$ 120 mil (R$ 376,2 mil).

Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia, e Xi Jinping, secretário-geral do Partido Comunista da China, são os menos bem pagos, com ganhos de US$ 28,8 mil (R$ 90,3 mil) e US$ 20,6 mil (R$ 64,6 mil) respectivamente. Jinping, aliás, aumentou seu próprio salário em mais de 60% no início de 2015, apesar de ser o lanterninha da lista.

De acordo com a CNN, a lista considera apenas os salários que cada um dos políticos recebe nos cargos que ocupam, e não leva em conta outras fontes de renda, como investimentos, pensões ou aposentadorias. (Por Anderson Antunes)