13.12.2017  /  14:24

Diário de bordo GOL: cinco motivos para aterrissar em Natal nestas férias

Que o Brasil é lindo e cheio de praias paradisíacas, todo mundo sabe. Por isso, a dica do dia do nosso Diário de Bordo GOL para quem quer curtir o verão sem preocupações é a maravilhosa Natal, capital do Rio Grande do Norte. Ponto de partida para as deslumbrantes praias do Estado, a cidade fica no alto da costa atlântica do país, na foz do Rio Potengi, cercada pelo Parque Estadual das Dunas. Rodar de buggy por dunas de areia de mais de 10 metros, curtir dias de sol nas belas praias de águas verdes ou se jogar na noite… Reunimos cinco motivos para conhecer Natal ainda nessas férias.

Uma viagem completa tem momentos especiais do início ao fim. E quem não gosta de muito conforto na hora de voar? A dica certa do Glamurama para deixar a viagem ainda melhor é escolher a GOL+ Conforto na hora do voo. Por um pequeno valor adicional, você ganha 10 cm a mais entre as poltronas e 50% mais reclinação, ótimo para esticar as pernas e chegar ao destino pronto para se jogar na curtição. Agora, siga a trilha!

Praias

Praia de Ponta Negra || Créditos: Reprodução

Conhecida por ter 300 dias de sol por ano, Natal tem 400 quilômetros de litoral e trinta mil leitos, somando todas as praias. Ou seja, é mar para todos os gostos, dos mais calmos para curtir com a família até as mais turbulentos para os surfistas. Algumas praias têm piscinas naturais com águas cristalinas e mornas repletas de peixinhos coloridos. Ponta Negra é a praia mais famosa e badalada, além de abrigar o Morro do Careca, duna com altura de 120 metros rodeada por vegetação e um dos principais cartões postais do lugar.

Atrativos Culturais

Forte dos Reis Magos || Créditos: Reprodução

Além das dunas e praias, a capital tem uma forte expressão cultural e muitas histórias para contar com seus diversos monumentos e construções históricas. O símbolo da cidade é o Forte dos Reis Magos, construído no século 16 pelos portugueses,  hoje tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional. Outra atração é o Farol de Mãe Luiza, erguido entre os anos de 1949 e 1951. No Centro de Turismo, que fica na Antiga Casa de Detenção de Natal, há uma feira de artesanato e galeria de arte antiga e contemporânea. Outros points para conhecer melhor a história do lugar são: o Teatro Alberto Maranhão, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário – uma das mais belas da capital, construída entre 1706 e 1714 pelos escravos -, e a Barreira do Inferno, Base da Aeronáutica onde foi realizado o primeiro lançamento de foguetes espaciais da América do Sul.

Natureza

Mergulho nas piscinas naturais de Natal || Créditos: Reprodução

Se você é do tipo que gosta atividades ao ar livre vai amar os cenários que podem ser utilizados para a prática de esportes, principalmente os aquáticos, como windsurf e surf nas praias de Ponta Negra e dos Artistas, ou então snorkel nas piscinas naturais e stand-up paddle. Trekking nas trilhas do Parque das Dunas é a dica para os aventureiros: com ótima sinalização, é possível optar entre a trilha de Ubaia-Doce, com 2,8 km, Peroba, com 1,4 km e a Perobinha, com 800 metros. Mas se para você o céu é o limite, Natal também tem passeios de ultraleve, alugado na praia de Genipabu, com vista incrível das praias e dunas.

Gastronomia

O bairro de Ponta Negra é o lugar certo para provar o melhor da gastronomia de Natal || Créditos: Reprodução

Para provar o melhor da gastronomia de Natal, o lugar certo é o bairro de Ponta Negra, que abriga a maior parte dos restaurantes da cidade. Por lá, os cardápios são repletos de delícias com frutos do mar, como a Moqueca Capixaba. Mas não deixe de provar outras especialidades da região, como carne de sol, macaxeira, arroz de leite e feijão verde.

Clima 

Natal é um ótimo destino em qualquer época do ano || Créditos: Reprodução

Natal possui um clima tropical úmido e quente, com altas temperaturas o ano todo, amenizadas pelo constantes ventos que atingem a cidade. Com temperaturas que variam entre 20° e 32°C é sempre um ótimo destino. No entanto, diferente de outras partes do país, a capital potiguar tem duas estações bem distintas: entre setembro e janeiro a estação é seca, com chuvas bem raras, enquanto de fevereiro a agosto a estação é chuvosa, com maior precipitação em abril, maio, junho e julho.

Para saber mais sobre a GOL, acesse o site e siga as redes sociais: FacebookTwitter e Instagram.