14.01.2019  /  16:01

Detalhes do batizado de Brás, neto de Regina Casé, que sacudiu o Pelourinho, em Salvador

Família e amigos reunidos para batizado de Brás, no Pelourinho, em Salvador || Créditos: Fernando Torres

Foi pura emoção o batizado do pequeno Brás, filho de Benedita Casé Zerbini e João Pedro Januário, na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, no Pelourinho, em Salvador. A começar pela escolha da igreja, a favorita da família e de Regina Casé, mãe de Benedita, que costuma frequentá-la sempre que está na Bahia. Outro motivo, porque os poucos convidados que incluíam amigos e família – todos de branco a pedido de Regina e Benedita – estavam muito emocionados.

Passaram por lá os avós paternos de Brás (pais de João Pedro) e os avós maternos (Regina e Estevão Ciavatta, além de Luiz Zerbini, pai de Benedita, e Mini Kerti, mulher de Luiz). Direto do Rio de Janeiro desembarcaram para a festa Carolina Jabor e Mari Stockler, acompanhada das filhas. Gilberto Gil e Flora contaram com a companhia do filho Bem Gil, que assistiu à missa ao lado dos três filhos e da mulher. Caetano Veloso e Paula Lavigne chegaram no final da missa e se juntaram a Felipe Veloso, David Bastos, Maria Gadú e Lua Leça, Alberto Pitta com a família, Taís Araujo com os dois filhos, João Vicente e Maria Antônia. Aliás, as crianças se divertiram muito e armaram uma verdadeira farra durante a missa ao lado de Roque, filho de Regina. Um dos pontos altos da tarde foi a homenagem de Moreno Veloso cantando uma de suas musicas e Mabel Veloso, irmã de Caetano, que foi convidada para ler um poema feito especialmente para o menino de 1 ano.

A cerimônia teve direito aos tambores do Cortejo Afro e, entre os mais elegantes, estavam Alberto Pitta de paletó branco, diretor artístico da banda. Quem também fez bonito foi o joalheiro Rafael de Moraes, amigo da família, que estava muito estiloso. Regina por sua vez apostou em um vestido feito com tecido criado por Alberto Pitta e confeccionado por Isabela Capeto.

Após a cerimônia todos saíram a pé como em um cortejo rumo à casa de Regina e Estevão, que fica ladeira acima, onde foi oferecido um lanche muito simpático com música, caipirinhas e comidinhas assinadas pelo buffet especial de festas do restaurante Amado. A organização estava impecável e foi coordenada pela produtora de eventos Rafaela Meccia, nome conhecido em Salvador, que encomendou o lindo bolo da confeitaria Bolo Prima.

Fitinhas do Bonfim com nome do Brás e da Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos foram feitas especialmente para a ocasião. As lembrancinhas eram anjinhos assinados pelo artesão baiano, Sr. Rafael. Um mimo para encerrar com delicadeza essa tarde deliciosa.