05.09.2019  /  11:59

Depois de ser criticado por viajar demais em jatinhos, Harry lança campanha de turismo sustentável

O príncipe Harry || Créditos: Reprodução

Depois de ser fortemente criticado por viajar demais em jatinhos particulres ao mesmo tempo em que defende a causa verde (os aviões estão entre os maiores poluidores do ar), o príncipe Harry resolveu lançar uma campanha cujo objetivo é reduzir os impactos negativos causados pela indústria turística no planeta. Batizada Travalyst, a iniciativa com pegada sustentável foi anunciada pelo “royal” nessa terça-feira, e já nasce contando com o apoio de marcas poderosas como Visa, TripAdvisor, Booking.com, além da maior agências de viagens da China, a Ctrip, e de uma subsidiária desta, o site agregador de tarifas aéreas Skyscanner.

“Conhecer novos lugares é algo que dá às pessoas a chance de abrir suas mentes para culturas diferentes, novas experiências e também lhes permite ter uma visão mais respeitosa em relação ao mundo”, o duque de Sussex disse em um comunicado no qual falou sobre o projeto e também aproveitou para fazer um mea culpa. “Eu passo 99% do meu tempo viajando em aviões comerciais, mas inevitavelmente de vez em quando preciso usar aviões particulares”, completou ele, deixando claro que também pretende fazer algo para “compensar” a pegada de carbono extra que deixa no meio ambiente sempre que abre mão dos voos de carreira.

De acordo com estimativas oficiais, a indústria global de turismo movimentou US$ 8,8 trilhões (R$ 35,9 trilhões) em 2018. Já o número de turistas contabilizado no ano passado chegou a 1,4 bilhão, que inevitavelmente a tornam uma das indústrias mais poluidoras. A boa notícia é que os viajantes de hoje se importam com isso: uma pesquisa online feita pelo pessoal do Booking.com indicou que 71% deles acreditam que empresas turísticas devem se preocupar em oferecer produtos e serviços mais sustentáveis. (Por Anderson Antunes)