21.01.2020  /  14:02

Depois de cerimônia do SAG Awards, Joaquin Phoenix vai direto a protesto contra abate de porcos… de smoking!

Joaquin Phoenix em vigília pós-SAG Awards // Reprodução

Após uma grande premiação internacional, muitas festas acontecem para receber os convidados famosos que querem ferver até altas horas. Mas Joaquin Phoenix é diferente. E já deixou isso bem claro. Além de seguir usando o mesmo smoking eco-friendly criado por Stella McCartney para ele, o ator, que tem faturado todas os prêmios de cinema este ano por sua atuação em “Coringa”, prefere um bom protesto a um agito luxuoso. Especialmente se tiver a ver com a causa pela qual tem mais apego: os direitos dos animais.

Foi o que aconteceu depois de faturar o SAG Awards no último domingo. Ainda usando o tal smoking, que será repetido o ano todo como um alerta à sustentabilidade, Joaquin zarpou para uma vigília na frente do abatedouro Farmer John Cloughtery Packing Co., em Los Angeles.

Lá se juntou a outros ativistas contra o abate de porcos organizado pela ONG Los Angeles Animal Save. “A maioria das pessoas não sabem o quanto a indústria da carne e laticínios é carregada de tortura. Eu já vi como é, então preciso estar aqui”, disse o ator, em um vídeo publicado no Facebook pela vlogger Jane Velez-Mitchell.

“Temos a obrigação moral de falar sobre e expô-las pelo que elas são. Somos tão doutrinados com essas imagens de animais felizes em fazendas, nas embalagens de carnes, em restaurantes, mas é tudo mentira. Acho que as pessoas precisam saber a verdade e temos a obrigação de fazer isso. Nós que já vimos a realidade temos a obrigação de a expor.” Na vigília, Joaquin e outros ativistas deram água para os porcos que estavam partindo para serem abatidos: “Embora seja de partir o coração estar aqui para dar água aos porcos, tenho um certo otimismo com o comprometimento de todos nós. As pessoas vêm semana após semana após semana, então precisei vir hoje e apoiar esta ação”, disse o ator. Glamurama simplesmente ama Joaquin Phoenix!

E já que estamos falando no assunto, separamos cinco documentários que falam justamente dos maus tratos animais por trás da indústria da carne, um deles, inclusive, com participação do próprio Joaquin Phoenix. Vem ver!

Cowspiracy
Disponível na Netflix, foca na produção de alimentos de origem animal e nos maus tratos aos quais os animais são submetidos durante esse processo. As imagens mostradas ao longo do documentário são chocantes, mas ajudam o público a enxergar a realidade.

Terráqueos
O doc compara a espécie humana com as outras, avaliando relações de dominação, racismo e sexismo. “Terráqueos” apresenta estudos detalhados sobre o funcionamento de pet shops, fábricas de filhotes e abrigos. Mas a produção vai além e fala também sobre o comércio de pele e couro, ainda muito usados na indústria da moda.

Okja
Essa produção da Netflix não é bem um documentário, mas também fala sobre o tema. O filme sul-coreano conta a história de uma jovem chamada Mikha, que arrisca tudo para evitar que uma poderosa multinacional sequestre sua melhor amiga, uma porca gigante. “Okja” fala sobre a maldade da indústria da carne e o trabalho dos ativistas de direito dos animais.

A Carne é Fraca
Documentário produzido pelo Instituto Nina Rosa sobre os impactos que o ato de comer carne representa  para o meio ambiente, além de toda a tortura que os animais sofrem diariamente em cativeiros.

Dominion
Com a participação de Joaquin Phoenix, “Dominion” é um documentário dos mesmos criadores de “Terráqueos”: o diretor Chris Delforce e o produtor Shaun Monson. Fala sobre a crueldade contra os animais criados para consumo, com imagens ainda mais impactantes.