23.11.2018  /  11:01

Depois de atuar em filme brasileiro, Vincent Cassel encara desafio em produção para público asiático

Vincent Cassel || Créditos: Getty Images

Vincent Cassel, que tem casa no Rio e costuma passar longas temporadas na cidade, completa 52 anos nesta sexta-feira prestes a encarar um de seus maiores desafios: conquistar o público asiático. É que o astro francês é a estrela de “Default”, thriller sul-coreano sobre a crise financeira de 1997 que abalou a Ásia e teve impactos ainda mais fortes na Coreia do Sul, e que chega aos cinemas na próxima quinta-feira.

Dirigido por Choi Kook-hee, o filme é quase inteiramente falado em coreano e aborda os bastidores das negociações entre membros do Fundo Monetário Internacional com os governantes dos países asiáticos afetados pelo “crash”, e é um dos assuntos do momento em várias destas nações.

Cassel interpreta um diretor do FMI com narrativa “à la roman à clef” (quando pessoas reais são retratadas como personagens fictícios), e tem dito em entrevistas que o trabalho, no qual atua em inglês, está entre os mais desafiadores de sua carreira até agora.

Rodado quase que inteiramente em Seul, capital da Coreia do Sul, “Default” é a aposta mais recente da indústria cinematográfica asiática para fazer frente a Hollywood, que inclusive já acendeu a luz vermelha por causa do sucesso conquistado por “Podres de Ricos” nos cinemas internacionais.

Astros do porte de Cassel deverão ser cada vez mais chamados pelos cineastas asiáticos a partir de agora, e no caso do galã francês a escalação dele tem a ver com o Brasil: Kook-hee o convidou para atuar em seu longa depois de vê-lo em “O Filme da Minha Vida”, o drama de Selton Mello lançado em agosto de 2017 no qual ele fez uma ponta. (Por Anderson Antunes)

Cassel em cena de “O Filme da Minha Vida”, dirigido por Selton Mello || Créditos: Reprodução