09.06.2021  /  12:37

Demna Gvasalia, o designer sem limites da Balenciaga, apresenta mais uma de suas ousadas criações: crocs de salto fino

As criações de Demna Gvasalia, o designer sem limites da Balenciaga || Créditos: Reprodução

A internet parou por alguns segundos com o lançamento da Balenciaga: um Crocs com salto alto e fino. A marca espanhola conhecida pela “ousadia” fashion surpreendeu mais uma vez ao apresentar a mais recente parceria com a marca de calçados de borracha para sua coleção de Primavera 2022, a “Balenciaga Clones”. Apesar dessa não ser a primeira colaboração entre as labels – quem lembra dos polêmicos sapatos em versão plataforma que esgotaram antes mesmo de chegarem às lojas, em 2017? -, parece que dessa vez a criatividade do designer da grife, o georgiano Demna Gvasalia, foi um pouco além até para os fãs das loucuramas da marca.

Mantendo a silhueta original, Gvasalia apenas acrescentou um salto em formato de tubo na parte de trás da peça criada nas cores verde, cinza e preto. E não para por aí… O sapato diferentão será lançado na companhia de um outro modelo, uma bota no maior estilo galocha, de cano médio e desenvolvida a partir do formato do Crocs. Apesar dos valores ainda não terem sido divulgados, os tamancos criados pela Balenciaga na primeira parceria com a marca, quatro anos atrás, foram vendidos por 850 dólares (cerca de R$4.280 na conversão atual).

“Fomos inspirados pelos Crocs e trabalhamos com eles em uma releitura da Balenciaga. Balenciaga x Crocs não é impossível, a questão do gosto é um valor muito subjetivo. Veremos se isso funciona dentro de seis meses nas lojas”, disse Demna Gvasalia à Vogue francesa em 2017, chamando os tamancos de “os sapatos mais confortáveis do mundo”.

Mas fato é que a Balenciaga não precisa de nenhuma parceria para brincar nas criações e causar um burburinho digno do tamanho de sua ousadia. A polêmica shopper bag, lançada em 2016 na coleção de estreia de Gvasalia, virou meme por aqui ao ser comparada com as tradicionais sacolas de feira, porém vendida pela pechincha de R$7.200 na época. Outro ponto alto daquele ano foram as maxicorrentes de óculos feitas de veludo e vendidas por U$315 (aproximadamente R$1.300 na conversão atual).

Mais uma pérola da maison foi o “ugly shoes” (tênis feio, em português). Resgatado dos anos 1990, o calçado, que antigamente podia ser facilmente flagrado nos pés dos pais ou avós, ganhou versões mega extravagantes, seguindo o DNA da marca, e hoje integra o portfólio da Balenciaga como um item clássico. Este ano, ele até inspirou a criação da Sneakerhead, uma bolsa feita 100% em poliéster e com direito a cadarços, óbvio! E por falar em bolsa, não poderíamos deixar de citar a icônica Hello Kitty Bag que brilhou na coleção Ready to Wear Spring Summer 2020, em Paris.

Para fechar com chave de ouro, ela, a mais condenada criação de Demna Gvasalia: a camiseta/camisa. Parte da coleção de inverno 2018, a peça é exatamente o que o nome diz, uma camisa costurada em uma camiseta que foi vendida, mas sem muito sucesso, pelo valor de 1.200 dólares (R$6.000 na conversão atual).