08.01.2020  /  17:36

Decisão de Meghan e Harry de se tornar financeiramente independente coloca em risco o futuro de outros “royals”

O príncipe Harry e Meghan Markle || Créditos: Reprodução

Anunciada na tarde dessa quarta-feira, a surpreendente e muito elogiada decisão de Meghan Markle e do príncipe Harry de “se afastar das funções de membros ‘sênior’ da família real” do Reino Unido, conforme informaram em sua conta oficial no Instagram (@sussexroyal), pode colocar em risco a saúde financeira de vários outros Windsors, e principalmente aqueles que estão mais longe na linha de sucessão ao trono britânico. Isso porque duque e a duquesa de Sussex planejam ter sua própria renda e se tornar “financeiramente independente” da Coroa Britânica, que todos os anos recebe cerca de £ 67 milhões (R$ 355,8 milhões) em verbas públicas para manter o estilo de vida e os compromissos oficiais da rainha Elizabeth II e companhia.

Há rumores inclusive dando conta que Harry e Meghan já mantêm contato avançado para fechar parcerias com algumas empresas do Canadá e dos Estados Unidos, onde eles pretendem passar mais tempo no futuro, e muitos britânicos já defendem que os planos de independência financeira recém-anunciados pelo casal real se tornem a regra para todos os outros parentes deles.

Esse tipo de “privatização” da realeza é algo inédito em qualquer lugar do mundo, e portanto faz jus ao gosto dos dois pelo avantgardismo. Mas é certo que a essa altura alguns “royals” menos gabaritados devem estar morrendo de medo de perder seus privilégios, lembrando que o próprio príncipe Andrew teve sua pensão cortada pela rainha no fim do ano passado por ter se envolvido no escândalo Jeffrey Epstein. (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, o post feito na conta @sussexroyal sobre a última decisão de Meghan e Harry:

View this post on Instagram

“After many months of reflection and internal discussions, we have chosen to make a transition this year in starting to carve out a progressive new role within this institution. We intend to step back as ‘senior’ members of the Royal Family and work to become financially independent, while continuing to fully support Her Majesty The Queen. It is with your encouragement, particularly over the last few years, that we feel prepared to make this adjustment. We now plan to balance our time between the United Kingdom and North America, continuing to honour our duty to The Queen, the Commonwealth, and our patronages. This geographic balance will enable us to raise our son with an appreciation for the royal tradition into which he was born, while also providing our family with the space to focus on the next chapter, including the launch of our new charitable entity. We look forward to sharing the full details of this exciting next step in due course, as we continue to collaborate with Her Majesty The Queen, The Prince of Wales, The Duke of Cambridge and all relevant parties. Until then, please accept our deepest thanks for your continued support.” – The Duke and Duchess of Sussex For more information, please visit sussexroyal.com (link in bio) Image © PA

A post shared by The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) on