02.04.2021  /  13:59

De Lizzo a Ashley Graham, artistas e influenciadoras que falam de aceitação e body positive: ‘Este ano comecei a falar com a minha barriga’

Lizzo, Tess Holliday e Ashley Graham / Crédito: Instagram

O que é bonito e o que não é? A sociedade dita padrões estéticos desde sempre e, no mundo ocidental, nas últimas décadas, a magreza segue em um pedestal. Porém, de uns anos para cá, ativistas, artistas e influenciadoras passaram a usar sua visibilidade para lutar contra esse padrão e ensinar a amor próprio, se sentindo confiantes dentro de deus corpos, sejam eles como forem. Saiba quais as celebs que atualmente mais dão a cara a bater nessa bandeira do body positive.

Lizzo

Cheia de autoestima, a cantora ensina sobre aceitação em suas postagens no Instagram: “Comecei a falar com a minha barriga este ano. Mandando beijos para ela e encho de elogios. Já quis cortar meu estômago e odiava tanto. Mas sou literalmente EU. Estou aprendendo a amar radicalmente cada parte de mim. Mesmo que isso signifique falar sozinho todas as manhãs. Este é o sinal de que você ama a si mesmo”.

Demi Lovato

A cantora já expôs diversas vezes seus problemas alimentares ao longo da adolescência e juventude e, agora, orienta o público para que não passem pelo mesmo. “Percebi que a perfeição é inatingível, não importa quem você seja. Você pode  literalmente ser a pessoa mais perfeita do planeta, mas ainda haverá algo cientificamente imperfeito com você. Tive que aprender isso da maneira mais difícil. Decidi que já perdi o suficiente da minha vida me preocupando com coisas sem importância. E agora, pelo resto da minha vida, vou apenas me preocupar com o que importa. Não busco mais a perfeição porque sei que não existe. E é sobre encontrar um equilíbrio. Sim, tem sido uma jornada, mas sinto que muito disso vem com a idade, com o aprendizado”.

Iskra Lawrence

Sobre o seu peso, a modelo inglesa, que prega o movimento ‘body positive’, disse: “É algo que você tem que fazer diariamente até chegar a um lugar forte e confiante. E é algo que você tem que rever quando estiver se questionando”.

Ashley Graham

A top plus size, que foi uma das precursoras na luta do body positive, é uma inspiração quando o assunto é autoaceitação. Nas redes, ela não tem medo de mostrar o corpo: “Odeio ter que falar constantemente sobre meu corpo, porque não conheço nenhum homem que tenha que fazer isso. Mas o que me motiva a continuar é que não falavam sobre isso quando eu era jovem. É por isso que não posto fotos ‘perfeitas’ do Instagram. Mantenho-as reais e cruas constantemente porque quero que saibam que existem mulheres com celulite, com gordura nas costas, com estrias… Há um monte de mulheres cheias de curvas, mulheres plus size, mulheres gordas, como você quiser chamá-las”.

Anne Hathaway

Após sua segunda gravidez, Anne Hathaway usou o Instagram para falar sobre a pressão social em cima do corpo da mulher que acabou de dar à luz. “Não há vergonha em ganhar peso durante a gravidez (ou em qualquer momento). Não há vergonha se demorar mais do que você imagina para perder peso (se é que você quer perder peso). Não há vergonha de finalmente cortar e fazer seus próprios shorts jeans porque os do verão passado são curtos demais para as coxas deste verão. Os corpos mudam. Corpos crescem. Os corpos encolhem. É tudo Amor”, declarou ela que se encaixa nos ‘padrões’ mas não se sente escrava deles.

Danielle Brooks

A atriz também usou as redes sociais para demonstrar o quanto é grata pelo seu corpo. “Sou grata por MEU CORPO pela boa saúde, sou grata por meu corpo funcionar 100% do tempo, independentemente das imperfeições que o mundo possa ver. Ele me sustenta por longas semanas de trabalho, me leva em viagens ao redor do mundo, e me carrega em meus dias mais estressantes e mais emocionantes. Meu corpo sabe que estou aprendendo a ouvir o que ele precisa para funcionar da melhor maneira. Obrigado corpo por me levar em uma jornada incrível este ano!”.

Serena Williams

Assim como Anne, a tenista, uma das melhores de todos os tempos, também levanta questões sobre corpo perfeito e maternidade. “Tenho orgulho da minha barriga. Ela se projeta muito mais do que antes, mas ainda estou voltando de ter um bebê. Sinto que toda essa história de ter um bebê e voltar dois dias depois e parecer melhor do que antes não é o certo, natural ou verossímil. Talvez isso aconteça com algumas mulheres, mas não comigo. Estou jogando nos Grand Slams com uma barriga e estou bem. É assim que o meu corpo é nesse momento”.

Rihanna

Vira e mexe o corpo de Rihanna é motivo de discussão na internet. Como qualquer mulher, aparece diferente em determinados momentos, mas sempre ‘curvy’. “Você só tem que rir de si mesmo, honestamente. Quer dizer, eu sei quando estou tendo um dia cheio e quando perdi peso. Aceito todos os corpos. Não sou construída como uma modelo da Victoria’s Secret, e ainda me sinto muito bonita e confiante na minha lingerie”.

Selena Gomez

Pelo Instagram, Selena conversa com os seus seguidores sobre diversos assuntos, e aceitação é um deles. A cantora, que já passou por um transplante de rim, comentou sobre a vergonha que tinha de sua cicatriz. “Quando fiz o transplante, lembro que era muito difícil mostrar a minha cicatriz no início. Não queria que aparecesse nas fotos, dava um jeito de cobrir. Agora, mais do que nunca, me sinto confiante de quem sou e do que passei… e estou orgulhosa disso”.

Tess Holliday

Não é de hoje que a modelo americana prega aceitação nas suas redes e também em entrevistas, mostrando que não existe apenas um corpo bonito ou ideal. À People, ela disse: “Não existe uma maneira de ser mulher ou ser bonita. Todos nós merecemos espaço. Tenho essa paixão dentro de mim para ajudar outras mulheres a se sentirem confiantes e confortáveis ​​em seus corpos, independente de seu tamanho ou do que a sociedade lhes diga é lindo. É como um chamado”.