06.01.2021  /  15:36

De Charlene de Mônaco a Kate Middleton: qual foi a royal que mais gastou dinheiro em roupas em 2020?

Charlene de Mônaco, Meghan Markle e Kate Middleton / Crédito: Getty Images

Não tem como negar que a realeza dita moda em todo mundo, principalmente quando falamos de Kate Middleton, que as marcas adoram, já que as peças usadas pela duquesa se esgotam rapidamente. Mas, no ranking das royals que mais investem em seu closet real, Charlene de Mônaco é a mais mão aberta e a rainha Letícia da Espanha tem se mantido mais contida nas compras. A pesquisa é do site UFO No More, especializado em ‘moda real’, que ainda inclui Meghan Markle, mesmo depois do #Megxti.

Mas, afinal, quanto elas gastam com roupas durante todo o ano? Confira a lista e surpreenda-se.

Charlene de Mônaco

Princesa Charlene / Crédito: Getty

Pela segunda vez consecutiva, Charlene de Mônaco lidera o ranking das rainhas, princesas e duquesas que mais investiram em seu guarda-roupa. O orçamento de 2020 da princesa foi de 106 mil euros, cerca de R$750 mil. No total, foram 52 peças adquiridas e pelo menos 20 ainda estão para aprovação. E não tem como negar que o ano passado foi importante para o estilo da Charlene. No final do ano, a princesa impactou com seus looks e o novo estilo de cabelo, inspirado no punk.

Duquesa de Cambridge

Kate Middletin / Crédito: Charles McQuillan/Getty Images

Considerada a mais bem-vestida em 2020, Kate Middleton ocupa o segundo lugar com peças que custaram de € 86 mil (R$602 mil). No ano passado, a Duquesa estreou 134 novas roupas e o seu consumo foi ainda inferior ao de 2019, já que reciclou diversos looks ao longo do ano. A roupa mais cara foi escolhida para pousar no Aeroporto de Dublin em 3 de março: casaco Catherine Walker (R$20 mil) e’ vestido Alessandra Rich (R$9 mil).

Meghan Markle

Meghan Markle / Crédito: Getty

Meghan foi mais contida que Kate. A esposa do Príncipe Harry gastou €50 mil (R$350 mil) em 71 peças, ocupando novamente o terceiro lugar. Em 2018, Meghan gastou mais do que Kate, mas agora não terá mais que se preocupar com isso, já que não precisa mais seguir os protocolos da realeza.

Rainha Máxima de Holanda

Rainha Máxima de Holanda / Crédito: Getty

A rainha consorte dos Países Baixos, Máxima Zorreguieta Cerruti, é uma das soberanas que dita tendências de moda no mundo, e comprou 83 peças novas no ano passado: um investimento de €49 mil (R$343 mil). Com um preço médio por peça de € 890, é mais uma que reduziu os seus gastos quando o assunto foi compras em 2020 comparando com o ano anterior.

Mary da Dinamarca

Mary da Dinamarca / Crédito: Getty

Depois de conquistar o terceiro lugar em 2019, a princesa Maria da Dinamarca caiu para o quinto lugar no ano passado, com um total de €34,4 mil (R$238 mil) em apenas 36 novas peças. Em suas escolhas, Mary misturou designers dinamarqueses com opções internacionais.

Após o top 5, confira o ranking completo.

Sofía da Suécia

Sofía da Suecia / Crédito: Getty

Sofía gastou, no total, €27 mil (R$189 mil ).

Condessa de Wessex

Condessa de Wessex / Crédito: Getty

A Condessa de Wessex, Sofia Helena Rhys-Jones (esposa do príncipe Edward do Reino Unido) gastou €24 mil (R$168 mil).

Princesa Marie da Dinamarca

Princesa Marie da Dinamarca / Crédito: Getty

Ao todo, Maria gastou €23 mil (R$161 mil).

Princesa Victoria da Suécia

Princesa Victoria da Suécia / Crédito: Getty

A princesa ocupa a penúltima posição com um gasto de €19 mil (R$133 mil).

Rainha Letícia da Espanha

Rainha Letícia / Crédito: Getty

Por último, a rainha Letícia, da Espanha, foi a que menos gastou com seu figurino em 2020, investindo €15 mil (R$107 mil) em novas peças.