26.09.2016  /  15:58

De Alinne Moraes a Vik Muniz em festinha vip em canteiro de obras

Cello Macedo Muti Randolph, Amora Mautner, Livia de Bueno e Plinio Profeta Ana Maria Pnto entre Nazare e Oskar Metsavaht Zaza Piereck e Cello Macedo DJ Nepal || Créditos:
Em sentido horário: Cello Macedo, Muti Randolph, Amora Mautner, Livia de Bueno e Plinio Profeta, Ana Maria Pinto entre Nazaré e Oskar Metsavaht, Zaza Piereck e Cello Macedo e DJ Nepal || Créditos: Reprodução Instagram

Sabe o Casa Camolese, bar de Cello Macedo e Vik Muniz que vai abrir dentro do Jockey Club do Rio – e que a gente deu todos os detalhes em primeira mão há um ano? O local promete tanto que não deu para esperar ficar pronto para já virar hotspot. No meio do canteiro de obras, rolou uma festa superexclusiva por lá nesse sábado para comemorar o aniversário de 51 anos de Cello. Quem foi dançar como se não houvesse amanhã no meio dos tijolos e cimento? Alinne Moraes, Vik, claro, e Malu Barreto, Luiz Zerbini e Mini Kerti, Amora Mautner, Nazaré e Oskar Metsavaht, Bruno Barreto, Lisa Grahan, Alexandre Roesler – que inaugura em breve uma galeria Nara Roesler em um espaço vizinho -, Maria Flor, Muti Randolph, Pedro Delamare, Bel Kutner, Antonia Pelegrino, William Vorhees, Livia de Bueno, Bel Lobo, Bob Neri, Ruy Campos, Alexandre Allard, Mary Zander, Maxime Perelmuter, Paulo Quinderé, Paulo Buarque, João Orleans e Bragança e Claudia Melli, Walter Rosa, Rafaela Mandelli, Lucia Guanabara, Ernesto Neto, Cinthia Howlett, Plinio Profeta… Tem lista mais cool que essa?

O menu foi pizza da Vezpa, rede que também é de Cello e começou no Leblon, com Caetano Veloso como cliente assíduo. Não deu para ter comidinhas do buffet de Zaza Piereck, mulher dele, porque a equipe dela estava toda concentrada em um megacasamento, no mesmo dia. Para beber? Tinha um bar só de gim, e outro com cerveja e outros drinks – e bartenders que viraram o assunto das rodinhas de tão bonitos, todos da equipe da Jungle, que faz sempre as festas de Gringo Cardia.

DJ Nepal e Jonas Rocha assumiram o som – e o anfitrião também se arriscou nas pick-ups. Para a ambientação, foi convidado Jorge Nasi, que foi dono do Favela Chic. E a “infra” pra isso tudo? “Na obra tem luz, mas tinha gerador ‘just in case’. Foi a melhor festa ever. E o Casa Camolese abre entre dezembro e janeiro”, avisou Zaza. Aqui em cima, alguns cliques da festa. Aqui embaixo, o estágio atual da obra. (por Michelle Licory)

tamanho-obra
Estágio atual da obra da Casa Camolese || Créditos: Divulgação