15.02.2015  /  22:28

Daniela Mercury e Gil vão de rock do Cazuza a clássicos da MPB

 

Daniela Mercury || Créditos: Paulo Freitas
Daniela Mercury || Créditos: Paulo Freitas

O encontro entre Daniela Mercury – ela em cima do trio – e Gilberto Gil – ele no segundo andar do camarote Expresso 2222 – neste domingo foi 100% espontâneo. Ao ritmo de “Rainha do Axé”, ela estacionou o trio e gritou “Alô, Expresso, quem está aí para a gente se embolar aqui?”. Logo apareceu Gilberto Gil no canto e Daniela saiu correndo em direção: “Peraí, Gil! Você quer um microfone?”. Enquanto alguém de sua equipe foi providenciar o microfone, ela engatou na música “Trio em Transe”, que contou com coreografia com samba no pé. “Pra você, meu mestre Gil…Eu escrevi uma carta para você, certa vez, que dizia que para os poetas o tempo não existe.” Aí Daniela viu Lucinha Araújo. “Lucinha Araújo, amada, mãe de Cazuza!”. Em seguida Gil e Daniela começaram a cantar “Aquele Abraço” e levaram os convidados do Expresso 2222 à loucura.

Quer mais? Daniela reconheceu que nem todas as gerações de foliões presentes naquele momento já ouviram Gilberto Gil cantar rock. Assim, ela sugeriu que os dois cantassem Cazuza, em homenagem a Lucinha. Depois de alguns trechos de “Exagerado”, eles partiram para “A Novidade”, de Gil. “A novidade era o máximo, do paradoxo, estendido na areia, alguns a desejar”… E o trio de Daniela partiu antes que terminassem a canção.