Música para compartilhar: Helado Negro vira folk latino do avesso

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Dois anos depois do excelente This is How You Smile, o cantor e compositor Roberto Carlos Lange, que tem nome de Rei, mas atende pelo pseudônimo Helado Negro, está com disco novo na praça. Far In é a essência de um repertório que se acumula desde a segunda metade dos anos 2000, transitando por elementos da cultura latina, tropicália, ambientações acústicas e melodias eletrônicas. 

Em seu sétimo álbum, o primeiro pela indie 4AD – casa de Bon Iver, Breeders e Beirut –, Lange reúne 15 canções com versos de amor, lembranças de família adormecidas e a mesma sonoridade suave de sua obra, inclusive na presença bilíngue consistente – inglês e espanhol – das letras.

Capa Far In | Crédito: Divulgação

Se This is How You Smile foi um convite para alimentar a intimidade solitária, Far In é mais expansivo. Assim ele soa em “Gemini and Leo”, o primeiro single, que deixa de lado o folk para carregar em um pop sintetizado, ou em “Outside the Outside”, um groove com cara de fim de pista no qual o compositor fala sobre sentir-se excluído por ter crescido na Flórida sendo filho de imigrantes equatorianos.

“Eu encontrei espaço através da música e estranhos se encontrando. ‘Outside the Outside’ é uma música sobre parcerias e amizades de longa data. Para ser aberrações leais e um estranho entre os estranhos”, diz o multi-instrumentista. Sobre o videoclipe, que retrata as festas de família em Miami nos anos 1980, arremata: “Minha família veio para este país [Estados Unidos] como imigrantes em busca e encontrando uma comunidade. As pessoas iam à nossa casa e se relacionavam por meio de música, comida e dança. Geralmente começavam às 20h e duravam até as 5h”.

Quando Lange começou a escrever Far In, no rebote das críticas positivas do trabalho anterior, tido como um dos melhores álbuns de 2019, não poderia imaginar que semanas depois precisaríamos aprender a ficar em casa e sermos os protagonistas das nossas pistas de dança caseiras. Daí nasceu Far In, um disco carregado de beats eletrônicos alinhados ao universo melancólico do folk. É para balançar, refletir, desfrutar entre amigos, ouvir durante o jantar, na estrada, ou seja lá como for. Helado Negro é música para compartilhar.

Dado Abreu é editor da PODER, mas antes de ter uma agenda cheia de contatos de CEOs, executivos e políticos, escrevia sobre música. Colaborou para veículos como MTV Brasil, Rolling Stone e revista Trip e do jornalismo cultural guarda a lembrança do dia em que tomou caipirinha com os Beastie Boys na suíte presidencial do Hotel Marina – ‘…quando acendeee  … ’ – e do chá da tarde que desfrutou na casa do mestre Paulinho da Viola.

Você também pode gostar