Iza
Foto: Reprodução/Instagram

IZA leva representatividade preta à revista “Allure” em sua primeira capa internacional

1 Compartilhamentos
1
0
0
0
0

“Realizando mais um sonho”. Foi assim que IZA revelou se sentir ao conquistar mais um degrau na tão sonhada carreira internacional. Nesta terça-feira (23.11), a cantora estreou sua primeira capa internacional ao estampar a revista americana “Allure”. No recheio da publicação, ela falou sobre representatividade preta no Brasil e posou para cliques estonteantes. “Quando crescia, nunca me vi na mídia ou em programas de TV”, lembra a cantora na entrevista. “Eu não me vi em lugar nenhum. Eu era invisível.”

Como parte da “Edição Melanina”, uma iniciativa da Allure para destacar todas as facetas das pessoas pretas e espalhar o Orgulho Preto, como descrito pela própria revista, a capa de IZA para a publicação destaca a importância da cantora no cenário cultural brasileiro.

“É comovente quando as pessoas dizem que sou um símbolo de beleza no Brasil. Sempre digo que posso representar algumas pessoas, mas apenas algumas pessoas, porque não posso representar todas as mulheres negras. Nós somos plurais, somos tão diferentes. Precisamos de mais espaço”.

Iza à revista americana “Allure”

A cantora também falou sobre suas raízes culturais, influências musicais e a mudança na narrativa em torno dos cabelos das mulheres negras.

A revista aponta que a cantora brasileira é raramente vista usando o mesmo penteado duas vezes porque o verdadeiro ato de resistência, de acordo com Iza, não é apenas exibir seu padrão de cachos. “Não preciso usar meu cabelo natural. Não preciso alisar meu cabelo. Tenho que fazer o que quero”, disse ela. “[Usar o cabelo natural] foi o primeiro momento de resistência que foi realmente necessário. Mas o que eu acho que também é necessário é espalhar que nós, mulheres negras, e as mulheres em geral, somos livres para usar e ser o que quisermos. E se eu quiser ser natural, vou ser natural. E se eu quiser raspar minha cabeça, eu vou raspar minha cabeça. E se eu quiser ser lisa e loira, eu vou fazer.”

Em seu perfil do Instagram, IZA comemorou o momento compartilhando alguns dos cliques da revista. “Que inacreditável estampar a capa dessa revista que eu amo”, legendou.

Você também pode gostar