Helena Cebrian e Victoria Ruiz desenvolvem coroa exclusiva para Rita Wainer

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Por Rafaela Fleur

Duas mentes criativas e contemporâneas trabalhando juntas e espalhando arte por aí. Assim é a dupla Helena Cebrian, 21 anos, e Victoria Ruiz, 22. Com uma bagagem repleta de referências, elas desenvolveram uma coroa exclusiva para a artista plástica Rita Wainer, usada em um ensaio fotográfico de uma publicação, em agosto. Dourada, repleta de espelhos, com estrelas cintilantes. Suntuosa, tal qual sua inspiração: a orixá Oxum, rainha da água doce, dona dos rios e cachoeiras. Assim é o acessório exclusivo desenvolvido pelas criadoras multidisciplinares para Rita.

“A ideia de produzir esta cabeça veio da Rita e da Cláudia Kopke, que é minha mãe. Elas já sabiam que a Vic é especialista nisso, faz figurinos. Como sempre trabalhamos juntas, elas pediram para nós pensarmos em algo e produzirmos uma cabeça para esse shooting”.

Helena Cebrian

O shooting em questão, clicado pelo fotógrafo Fe Pinheiro e com styling de Kopke, celebra a estreia de Rita no cinema. Interpretando a Marquesa de Santos no novo longa de Laís Bodanzky, “A Viagem de Pedro”, a artista contracena ao lado do ator Cauã Reymond. A produção deve estrear no primeiro semestre de 2022.

Divulgação

Por trás da arte

Helena e Victoria se conheceram em Londres, na Central Saint Martins, onde ambas estudam juntas desde 2018. O olhar plural de Helena, ao lado da precisão característica de Vic para figurinos, deu origem a uma peça que carrega, além das referências ancestrais de Oxum, uma atmosfera marcante presente no universo de Rita Wainer.

“Ela é a nossa maior inspiração. Essa cabeça é realmente inspirada na Rita como mulher e artista, e no amor que ela sente por Oxum. É por isso que você pode ver pequenos espelhos e a peça está toda coberta de ouro. Pesquisamos muitos simbolismos e queríamos que todos eles fossem colocados individualmente na coroa em homenagem à Oxum. Foi um agradecimento”, pontua Victoria.

Foto: Divulgação

Venezuelana, a jovem, que mora em Londres e costuma circular por alguns lugares do mundo, como Brasil e Miami, comenta ter encontrado na brasilidade de Helena uma identificação imediata, que possibilitou não apenas o desenvolvimento desta peça, mas uma série de projetos paralelos.

“Como nós duas viemos da América Latina, foi uma conexão instantânea, encontramos nossa casa uma na outra. Sempre aprendemos muito juntas”

Helena Cebrian

Apesar da collab pontual, as artistas estão à disposição para produzir novas peças sob demanda. Aos interessados, basta acioná-las via Instagram – @helenacebrian e @vic.toriaruiz.

Você também pode gostar