Nina Pandolfo
Divulgação

Gratidão é tema da primeira mostra individual de Nina Pandolfo no Azerbaijão

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Sobre o que você é grato? O que te traz gratidão? Com essa ideia em mente, a artista plástica Nina Pandolfo – conhecida pelos personagens de olhos grandes que habitam suas telas fantásticas e murais grafitados em todo o mundo – foi convidada peloo Centro Heydar Aliyev, museu localizado em Baku, capital do Azerbaijão, para estrear sua primeira exposição individual. Batizada “Gratitude”, a mostra é uma celebração da vida e das emoções associadas ao ser “grato” e ficará aberta aos visitantes até junho de 2022.  O Heydar Aliyev foi projetado pela arquiteta iraquiana Zaha Hadid, uma das mais premiadas do mundo e que morreu em 2016.

Nina Pandolfo. Crédito: Divulgação

“Tantas pessoas dizem que são gratas por algo, mas não vivem o sentimento, apenas seguem os movimentos”, diz Nina. Segundo a artista, ao pintar, ela tem sentimentos mais fortes, fazendo seu coração bater mais rápido. “Meus olhos sorriem ao colocar cada sensação na tela, como o som da vida, o som da liberdade, o som da gratidão e da simplicidade”, conta.

Ela nos conta que “Gratitude” é um projeto que vem sendo construído há mais de um ano, e que está intimamente ligada à ela própria – é um reflexo de suas experiências pessoais e do mundo vibrante e multicultural ao seu redor. Fortemente inspirada por personagens que abraçam e incorporam diferentes culturas, as mulheres em suas obras são maiores do que suas características específicas de raça e, ao contrário, são mais universais. Uma coisa une essas mulheres, sua força e delicadeza que formam um papel fundamental no estilo de assinatura de Nina Pandolfo.

A mostra traz 17 telas, além de vídeos e fotos de trabalhos de rua. Também terá uma sala interativa e imersiva, em que os visitantes poderão ter suas sensações de gratidão vivenciadas instantaneamente. “Eu mergulho no meu universo para criar, e isso é como um mergulho no mar, e quanto mais mergulhamos, mais nos envolvemos e queremos permanecer ali. Então criar um espaço onde as pessoas possam se envolver com uma pequena parte de meu universo é muito especial pra mim, é permitir que entrem em meu local particular de inspiração”, explica.

Crédito: Divulgação
Você também pode gostar