Jô Soares
Jô Soares. Foto: Divulgação/Globo

Como Jô Soares fez brasileiros trocarem o dia por madrugadas cheias de informações e risadas

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

José Eugênio Soares, um dos grandes nomes da televisão brasileira, mais conhecido como Jô Soares, morreu na madrugada desta sexta-feira (5), aos 84 anos. Desde 28 de julho o ator, apresentador, humorista, escritor e diretor, estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde deu entrada para tratar de uma pneumonia. A causa da morte não foi informada até o momento.

Como humorista, Jô Soares iniciou na TV Record, em 1956, no elenco de “Praça da Alegria”. Já na década de 1980, levou o Brasil às risadas com o programa solo “Viva o Gordo”, na Rede Globo. No entanto, foi com os talk-shows “Jô Soares Onze e Meia” e “Programa do Jô” que o artista se destacou mostrando uma outra faceta: a de apresentador que fez com que os telespectadores trocassem o dia por madrugadas repletas de informações e muitas risadas.

Foto: Paulo Freitas

Em sua primeira empreitada nesse formato, em “Jô Soares Onze e Meia” (que nunca começava no horário em que o título anunciava – sempre mais tarde), no SBT, Jô entrevistou 6.927 nomes importantes de 1988 a 1999. O sucesso do programa o fez migrar para a Globo e, com “Programa do Jô”, realizou 14.426 entrevistas de 2000 e 2016, segundo O Globo.

Pelo sofá dos programas passaram Ayrton Senna, Hebe Camargo, Nair Belo, Lolita Rodrigues, Roberto Marinho, Tarcísio Meira, Chico Anysio, Faustão, Ronaldo “Fenômeno”, Paulo Gustavo e celebridades internacionais como os diretores Roman Polanski e Francis Ford Coppola, de “O Poderoso Chefão” e “Apocalipse Now”. O último convidado do apresentador foi o cartunista Ziraldo, que havia sido convidado mais de 20 vezes para participar do talk-show.

Para Jô, não importava se o entrevistado era o Presidente da República, o ator ou atriz mais cobiçado(a) da época, ou uma banda iniciante de rock, o tratamento, atenção e dedicação dados por ele era sempre o mesmo, transformando as conversas interessantemente iguais. E, justamente por isso é que os brasileiros atrasavam seus preciosos sonos para assisti-lo diariamente. Acordar na manhã seguinte com a cabeça cheia de informações úteis era uma dádiva para quem o acompanhava.

A última aparição pública de Jô Soares aconteceu em 2021, quando foi visto no estádio do Pacaembu, em São Paulo, para se vacinar contra a covid-19. O GLMRM deseja os mais sinceros sentimentos a toda a família.

Foto: Paulo Freitas
Você também pode gostar