Andrew Garfield
Foto: Leon Bennett/Getty Images

Andrew Garfield revela que já foi recusado em filme por não ser ‘bonito o suficiente’

1 Compartilhamentos
1
0
0
0
0

Andrew Garfield revelou nessa terça-feira em entrevista ao programa de televisão americano “Entertainment Tonight” não ter conseguido um dos papéis mais desejados no começo de sua carreira em Hollywood porque não o consideraram “bonito o suficiente” para o personagem.

De acordo com Garfield, de 38 anos, ele havia feito um teste para atuar no segundo capítulo da franquia “As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian”, interpretando o “royal” fictício, mas Ben Barnes foi considerado “mais galã” pelos produtores do longa baseado no livro de C.S. Lewis e ficou com o papel.

“Eu lembro que tava desesperado [por aquele papel], parecia a solução para tudo”, Garfield, que na época trabalhava como barista em uma Starbucks, disse no bate papo. “Eu estava obcecado, e quando recebi a notícia de que não fui o escolhido, fiquei sem entender”, completou o ator. Garfield lembrou ainda na época precisou insistir com sua agente para descobrir o por quê da recusa, até que ouviu dela, que evitou ao máximo lhe dizer a verdade, que a equipe da superprodução no o achou “lindo o suficiente”.

Pra sorte dele, seu big hit veio em 2012, quando ele protagonizou o filme da Marvel “O Incrível Homem-Aranha”, e daí pra frente atuou em produções dirigidas por nomes como Mel Gibson e Martin Scorsese. Seu trabalho mais recente foi no elogiadíssimo drama “Tick, Tick… Boom!”, dirigido por Lin-Manuel Miranda e lançado em novembro pela Netflix, e baseado na vida de Jonathan Larson, que ele interpreta, e que morreu em 1996. Larson foi o criador do musical “Rent”, um dos maiores sucessos nos anos 1990 na Broadway.

Você também pode gostar