De Volta Para O Futuro
De Volta para o Futuro. Foto: Reprodução/ Universal Studios

Adaptação de ‘De Volta Para O Futuro’ para a Broadway custará R$ 500 milhões

4 Compartilhamentos
4
0
0
0
0

Com previsão de estreia na Broadway em 2023, “De Volta Para O Futuro – O Musical” consumirá nada menos que 1.21 gigawatts cada vez que for apresentado no Winter Garden Theatre de lá. Um dos mais aguardados lançamentos nos palcos de Nova York do ano que vem, a montagem teatral é baseada no clássico da telona de mesmo nome que chegou aos cinemas em 1985, estrelado por Michael J. Fox sob a direção de Robert Zemeckis.

Uma versão do filme em forma de musical para o teatro já foi lançada em 2021 no West End de Londres, a “Broadway do Reino Unido”, e fez enorme sucesso. Na Broadway original, no entanto, a expectativa é que “De Volta Para O Futuro – O Musical” seja ainda mais bem-sucedido, considerando que produções desse tipo, quando “americanizadas”, em geral rendem muito mais.

A propósito, “De Volta Para O Futuro – O Musical” custará US$ 100 milhões (R$ 526,5 milhões) para ser produzido, cifra que o tornará o mais caro do gênero em toda a história. Esse título pertence atualmente a “Spider-Man: Turn Off the Dark”, que estreou em 2010 na Broadway ao custo de US$ 75 milhões (R$ 395 milhões). Caso realmente vingue, a história sobre o jovem que consegue viajar pelo tempo terá potencial de arrecadar perto de US$ 1 bilhão (R$ 5,3 bilhões) com a venda de ingressos ao longo dos anos em que potencialmente permanecerá em cartaz.

Você também pode gostar