15.09.2017  /  10:05

Cult! Tela de Candido Portinari é exibida pela primeira vez ao público no Rio

“Bodas de Caná” ficou por mais de 60 anos na casa da família San Tiago, na Lagoa

Pela primeira vez, “Bodas de Caná”, de Candido Portinari, poderá ser vista pelo público. Isso porque o MAM acaba de receber a obra, que retrata o primeiro milagre de Jesus, vindo da família de Francisco Clementino de San Tiago Dantas – um amigo do artista que encomendou a obra para a sala de jantar de sua casa, na Lagoa. O painel tem 4 metros de comprimento e ficou por mais de 60 anos em posse da família de San Tiago, ex-ministro das Relações Exteriores e da Fazenda e membro da direção do museu na época. Foi graças a sua mulher, Edméa, que o painel poderá se exibir ao mundo. Ela deixou em seu testamento que a pintura ficasse como legado do museu após sua morte. A exposição começou nesta quinta-feira e vai até o dia 22 de outubro. www.mamrio.org.br