Ivete Sangalo com suas abelhas || Créditos: Reprodução

Criação de abelhas nativas sem ferrão à la Ivete Sangalo vira moda e São Paulo regulamenta meliponicultura

9 Compartilhamentos
8
0
1
Ivete Sangalo com suas abelhas || Créditos: Reprodução

Foi só Ivete Sangalo surgir no meio de abelhas para o assunto ser um dos mais comentados dos últimos tempos. O nutricionista Daniel Cady, marido da cantora, foi quem começou a praticar a meliponicultura na família e agora todos por lá estão apaixonados pelos novos ‘pets’. E o hobby da criação de abelhas sem ferrão já é um fato, tanto que a prefeitura de São Paulo anunciou nesta segunda-feira a regulamentação para quem quer ter a própria criação.

De acordo com o novo regramento, os criadores poderão fazer o manejo reprodutivo dos insetos para formação de novas matrizes, além da comercialização de produtos, como mel, ou subprodutos, como o própolis. Também serão permitidas atividades de educação ambiental ou ensino, serviços de polinização, pesquisa científica e conservação da espécie. Os produtores terão que se cadastrar na prefeitura e seguir as regras.

No Brasil existem mais de 250 espécies de abelha nativa sem ferrão, sendo 550 cadastradas em todo o mundo, segundo dados da Embrapa. Lembrando que as abelhas nativas vivem em grandes comunidades e são responsáveis pela polinização de frutas, vegetais e da flora. Dessa forma, têm participação importante na manutenção das florestas. além da prestação de serviços ambientais, pode ser fonte de renda, com a comercialização de seus produtos, como mel e pólen.

 

9 Compartilhamentos