27.06.2016  /  16:05

Contra saída do Reino Unido da UE, George Soros evita manobras com a libra

George Soro || Créditos: Divulgação
George Soros || Créditos: Divulgação

Engana-se quem pensa que George Soros aproveitou a decisão dos britânicos da última sexta-feira, quando eles votaram pela saída do Reino Unido da União Europeia, para apostar contra a libra esterlina no momento em que a moeda atinge seu menor valor em décadas. Segundo um porta-voz do megainvestidor, Soros não se desfez de suas posições em libras porque ele era a favor da permanência do Reino Unido no bloco, embora tenha lucrado alto com outros investimentos por conta dos altos e baixos dos mercados mundiais nos últimos dias.

Vale lembrar que Soros ganhou as manchetes mundiais em 1992 quando decidiu apostar que a libra perderia valor. A decisão dele eventualmente forçou o banco central da Inglaterra a sair do Sistema Monetário Europeu e foi o principal motivo pelo qual o país rejeitou o Euro como moeda nacional, já que temia especulações similares no futuro.

Soros ficou conhecido na época como “o homem que quebrou o Banco da Inglaterra” e faturou mais de US$ 1 bilhão (R$ 3,4 bilhões) com a manobra. (Por Anderson Antunes)