29.04.2021  /  12:45

Conheça Rory John, herdeiro de Melinda e Bill Gates: 21 anos, poeta, feminista e discreto

Rory John com os pais Bill e Melinda, e as irmãs Jennifer e Phoebe // Reprodução

Não fosse pelo fato de ser filho do quarto homem mais rico do mundo, Rory John Gates seria só um garoto comum da elite norte-americana. Só que ele é herdeiro de ninguém menos que Melinda e Bill Gates e quase nada se sabe sobre sua personalidade tímida e reservada. Rory tem 21 anos e duas irmãs, a mais velha Jennifer, de 24 anos, e a mais nova Phoebe Adele, de 18. Na infância e adolescência, estudou na Lakeside School, mesma escola que seu pai e o sócio Paul Allen frequentaram, e, reza a lenda que, quando criança, ele não sabia que o pai era dono de uma das maiores fortunas do globo, estimada hoje em 124 bilhões de dólares. Revelamos aqui algumas curiosidades sobre o pouquíssimo conhecido herdeiro de Gates.

SEM CELULAR ATÉ OS 14 ANOS

Apesar de serem filhos de um gênio da tecnologia, Rory e suas irmãs não tiveram celular até completar 14 anos e, quando chegaram à idade combinada, seus pais tinham acesso às suas senhas para controlar tudo o que faziam na Internet. E detalhe: as crianças ganhavam desde muito cedo uma espécie de “salário semanal” pelas tarefas domésticas realizadas, como limpar o quarto ou ajudar na organização da casa. Tudo isso porque para Bill e Melinda era de extrema importância que seus filhos entendessem, desde a infância, o valor do esforço e crescessem com ambições próprias. Inclusive, o casal já avisou que os três filhos só herdarão cerca de 10 milhões de dólares da fortuna bilionária, o resto será doado para causas beneficentes e pesquisas científicas.

UNIVERSIDADE DO NOBEL

Aparentemente, Rory assimilou bem os ensinamentos dos pais sobre ambição e esforço. Muito interessado por negócios e tecnologia – tem há quem puxar, não é mesmo? -, ele estudou Ciência da Computação e Economia na Duke University, no sul dos Estados Unidos. A universidade não só é uma das mais reconhecidas no mundo como também foi ponto comum no currículo de vários ganhadores do Prêmio Nobel, jogadores da NBA, do ex-presidente dos Estados Unidos Richard Nixon e de sua própria mãe, Melinda. E Rory não parou por aí. Depois da graduação, seguiu para um MBA na Fuqua School of Business.

POESIA, BEISEBOL, QUEBRA-CABEÇAS E FEMINISMO

Além de muito inteligente e grande entendedor do mundo dos negócios e de economia, o filho de Melinda e Bill tem uma veia artística bem expressiva. Seu primeiro poema, “What We Know by Diamond” foi escrito quando ele tinha apenas 11 anos. Como todo pai-coruja, o magnata compartilhou a obra do filho em seu site durante uma viagem em família à Europa. A poesia, que falava sobre a física da luz, buracos negros e estrelas, tinha sete linhas que formavam a figura de um diamante. A publicação foi um sucesso e, como sua mãe contou mais tarde, Rory faz a linha sensível e continua a escrevendo

Entre seus hobbies, o beisebol é uma grande paixão. Em 2013, estreou no estádio T-Mobile Park, antigo Seattle Safeco Field, pelo Seattle Mariners, time de que a família é fã. Mais tarde, quando Rory completou 18 anos, Melinda revelou em um artigo na revista Time que o filho adorava passar horas fazendo quebra-cabeças impossíveis e que é feminista desde criança. “Quanto mais velho ele fica, mais otimista fico em relação à geração futura que estamos construindo. Em 2015, viajamos juntos para o Malaui, na África, e lá ele pôde ver o trabalho da nossa fundação. Um dia encontrei Rory conversando com um grupo de jovens sobre a importância de trabalharmos juntos para uma coexistência igualitária na comunidade. Tive muito orgulho dele”, contou a filantropa que junto com o marido comanda a Bill and Melinda Gates Foundation, criada em 2000 para contribuir com instituições de caridade e projetos científicos.

O CHÂTEAU GATES

Apesar dos três filhos de Bill Gates terem uma vida bastante discreta, muito se fala sobre a casa onde vivem com os pais. O château está localizado em Medina, bairro de Seattle onde também mora Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo. A compra do imóvel, de mais de 6 mil metros quadrados, sete quartos e 24 banheiros, custou U$ 123 milhões (cerca de 715 milhões de reais!). O lar do clã Gates é carinhosamente chamado de “Xanadu 2.0” em homenagem à casa fictícia de Charles Foster Kane, personagem principal do filme ‘Cidadão Kane’.

Totalmente sustentável, a construção conta com uma sala de pé-direito de seis metros que acomoda uma cama elástica gigante, seis cozinhas, uma “praia” de areia caribenha no lago e uma enorme biblioteca que abriga um manuscrito de Leonardo da Vinci que custou 30 milhões de dólares (174 milhões de reais). Quer mais curiosidades sobre a casa? Aí vai: os papéis de parede escondem alto-falantes com sensores que permitem que a música acompanhe a pessoa de sala em sala, a piscina tem um sistema de músicas subaquático e a garagem, que guarda Porsche, Lamborghini, Rolls Joyce e as várias Mercedes Benz, tem capacidade para 23 carros. Uau!