09.05.2016  /  14:01

Conheça o Laguiole: deleite para os olhos e o paladar

cine_laguiole
O Laguiole foi reformado há pouco e agora aparece como extensão do MAM-RJ || Crédito: Renata Araújo – Blog You Must Go / Tomás Rangel

Sem dúvida um dos melhores restaurantes do Rio, o Laguiole, dentro do Museu de Arte Moderna, funciona também como buffet dos mais badalados casamentos cariocas e ainda tem uma vista deslumbrante para o Pão de Açúcar, um dos principais cartões postais da cidade. Há 17 anos por trás da bem-sucedida empreitada, estão os empresários Jayme Drummond e Marcelo Torres (também dono do Giuseppe Grill Leblon e Centro). No comando da sofisticada cozinha, está há quase dois anos, o jovem Elia Schramm, suíço de nascença, mas carioca de coração.  Elia morou em Paris e Londres e trabalhou em restaurantes estrelados como, o Taillevent e o Le Violon D’Ingres, além de ter participado de importantes eventos internacionais como, Roland Garros e Brazilian Food Festival de Beijing, na China. Nomeado chef revelação ano passado, vem chamando cada vez mais atenção no Laguiole com sua cozinha autoral, cheia de personalidade, com base francesa e toques contemporâneos. No cardápio, pratos criativos e de surpreender o paladar como, a língua-foie gras (mil folhas de língua defumada e foie gras, vagens francesas em vinagrete de framboesa) e os lagostins grelhados na manteiga de crustáceos, purê de inhame, farofa de coco queimado (e que farofa!) e molho Bahia, todos com apresentação impecável e delicada, assim como os cruditées Burle Marx: minilegumes orgânicos, aioli de castanhas cruas, pangratatto e basílico fresco, que fazem parte do novo cardápio da casa. De sobremesas, a gente lava a alma com o delicado pudim de tapioca com coco, mergulha no tartare de abacaxi em infusão de especiarias e calda quente de dulce de leche, se acaba no tiramissú Laguiole, e ainda vai com tudo na bannoffee carioca. Last but not least, a esfera de chocolate belga e avelã deixa qualquer chocólatra fora do eixo. Destaque também para a premiada adega do restaurante, uma das maiores da América Latina, com mais de 600 rótulos e oito mil garrafas de todas as nacionalidades e preços variados. Reformado há pouco, o Laguiole é como se fosse uma extensão do MAM, recheado de quadros do acervo de Carlos Alberto Chateaubriand e design no teto inspirado nos Jardins de Burle Marx, que combinam com seus móveis elegantes e contemporâneos. Um suspiro de sofisticação a cinco minutos do centro do Rio. (Por Renata Araújo, do blog You Must Go)

Confira cliques do restaurante e dos pratos na galeria abaixo.