12.07.2014  /  8:03

Conheça 7 roqueiros que provaram o gosto do dinheiro, mas perderam tudo

Muitas estrelas do rock já comprovaram que dinheiro não compra felicidade, mas uma vez que você prova o gostinho da fortuna, fica difícil esquecer como ele é doce… O baterista do Queen, Roger Taylor, disse em 1978 que o rock apenas pagava suas contas, mas no caso destes outros 7 roqueiros, a música não serviu nem para isso. Marvin Gaye, Leonard Cohen e Courtney Love são alguns dos famosos que perderam suas fortunas, seja por má administração ou excessos com drogas, sexo e… rock’n’roll! Saiba aqui:

Cat Power

Chan Marhall, vocalista do Cat Power, quebrou financeiramente enquanto produzia seu mais recente álbum, “Sun”, que foi lançado em 2012. Ela já contou em entrevista que teve depressão e não conseguiu trabalhar nas canções por oito meses. Chan confessou que ficou sem dinheiro, mas que depois conseguiu alugar uma casa em Malibu e finalizou o trabalho. Ufa!

Pete Doherty

Depois de anos de abuso de drogas e muita confusão, Pete Doherty, ex-Kate Moss e vocalista dos Libertines, admitiu que precisou fazer vários shows durante o ano de 2010 em bares pequenos de Londres para pagar as contas. O aperto durou pouco tempo, já que em agosto do mesmo ano ele tocou com os Libertines em dois grandes festivais de música, o Reading e o Leeds, na Inglaterra.

Marvin Gaye

O cantor das músicas mais sexy do mundo teve problemas com dinheiro com seu divórcio com Anna Gordy Gaye. Em 1976, ele devia à ex em torno de US$ 600 mil de pensão alimentícia. Para sair da dívida, prometeu a ela os royalties de seu próximo álbum, “Here, My Dear”.

Goo Goo Dolls

O Goo Goo Dolls vendeu mais de 2 milhões de álbuns em meados dos anos 90, mas graças a um contrato questionável com a Warner Bros, eles não receberam nenhum centavo. A gravadora possuía os direitos sob a música “Dizzy Up the Girl”, que fez muito sucesso em 1998, mas só repassou o dinheiro para os músicos tempos depois de ter sido paga na íntegra pelos custos da banda no estúdio.

Courtney Love

Courtney Love provavelmente nunca dormiu debaixo de uma ponte, mas a viúva de Kurt Cobain já passou por maus bocados com as finanças. Ela deve mais de US$ 260 mil em impostos ao governo americano. O órgão que cuida da receita federal dos Estados Unidos enviou um comunicado para ela avisando sobre a dívida, que teria sido contraída entre 2009 e 2011. Em 2009, Courtney precisou pagar mais de US$ 320 mil em impostos atrasados referentes ao ano de 2007. Antes disso, em 2006, ela precisou vender 25% dos direitos autorais das músicas do Nirvana para se recuperar de outra dívida. Vida dura…

MC5

MC5, banda de rock de Detroit, era comandada por John Sinclair, ex-líder do Pantera Branca, partido de extrema esquerda anti-racismo. O espírito revolucionário do seu vocalista passou também para os outros integrantes da banda, que pregavam uma revolução total na cultura pelo “fim do dinheiro”. Eles levaram a ideia muito a sério, já que em 1970 a banda devia mais de US$ 80 mil – muito dinheiro na época – e acumulava muitas polêmicas envolvendo drogas e conflitos entre os integrantes.

Leonard Cohen

Leonard Cohen é um ícone do rock, mas quando ele voltou para a estrada em 1998, após 15 anos longe dos palcos, foi por motivos financeiros. Depois de anos de má gerência das contas, o seu ex-empresário, Kelley Lynch, deixou Cohen com quase nada no banco para poder se aposentar. Cohen levou a questão as tribunais em 2004, e Lynch foi condenado a pagar US$ 9,5 milhões ao cantor. O ex-agente, no entanto, ignorou a ordem e Cohen continuou falido, o que o forçou a fazer uma turnê mundial em 2008. Eles continua realizando apresentações ao vivo até hoje para pagar as contas.