25.02.2018  /  15:31

Conglomerado francês devolve 50% da marca Stella McCartney… E o papai Paul entra em cena

Stella McCartney || Créditos: Getty Images

Glamurama já havia contado que o conglomerado Kering, que detém 50% da marca Stella McCartney, estava em negociação para revender metade da empresa de volta para a filha de Paul McCartney – e agora, depois de todos os rumores, o grupo emitiu comunicado oficializando que quer se desfazer das operações da label após 17 anos de parceria.

Apesar da informação ter sido confirmada, poucos detalhes foram divulgados até agora: “Como já afirmamos e é costume entre as partes interessadas, existem discussões regulares sobre o futuro da parceria. Qualquer mudança significativa no relacionamento atual será tornada pública no momento apropriado.” De acordo com o portal Business of Fashion, Paul McCartney seria o futuro financiador da marca da filha, comprando os 50% que serão devolvidos.

Com foco totalmente voltado ao mercado do luxo, o grupo Kering, que detém as labels Gucci, Saint Laurent e Balenciaga – para citar algumas -, não conseguiu incluir Stella nesse combo-desejo e por isso optou por desfazer a negociação que, segundo especialistas, pode durar até dois anos para ser concluída. Que dor de cabeça…