14.12.2017  /  14:46

Compra da Fox pela Disney coloca viúva de Steve Jobs em situação delicada. Entenda!

Laurene Powell Jobs e Rupert Murdoch || Créditos: Getty Images

Anunciada nesta quinta-feira, a compra da 21st Century Fox pela The Walt Disney Company por impressionantes US$ 52,4 bilhões (R$ 174,5 bilhões) ainda não causou grandes efeitos nos bolsos de dois dos maiores interessados no negócio: Laurene Powell Jobs, a viúva de Steve Jobs, e Rupert Murdoch. Para quem não sabe, o cofundador da Apple se tornou um dos maiores acionistas da Disney em 2006, quando vendeu a Pixar para a gigante de mídia em troca de US$ 7,4 bilhões (R$ 24,6 bilhões) de suas ações, eventualmente herdadas por Powell Jobs depois da morte dele, em 2011. Já Murdoch era o controlador da Fox.

Por enquanto, nenhum dos dois viu suas respectivas fortunas dispararem na bolsa em razão da transação. Aos números: dona de um patrimônio estimado em US$ 21,2 bilhões (R$ 70,6 bilhões) que inclui 4% da The Walt Disney Company, Powell Jobs ganhou até agora “apenas” US$ 53 milhões (R$ 176,5 milhões) no pregão do dia, uma soma pouco relevante em comparação ao total que ela possui. Murdoch, por sua vez, também não tem muitos motivos pra festejar, já que o ganho acumulado dele nesta quinta não passou de US$ 37 milhões (R$ 123,2 milhões) – quase nada perto dos US$ 14,2 bilhões (R$ 47,3 bilhões) que o barão australiano da imprensa tem na conta.

Nos bastidores, no entanto, o entendimento é que o maior problema deles neste momento não tem nada a ver com dinheiro. É que Powell Jobs comprou recentemente a revista “The Atlantic”, uma das mais antigas dos Estados Unidos, que segue uma linha editorial mais moderada e progressista e é extremamente crítica dos jornais de Murdoch, principalmente o “New York Post”, o favorito dele. Como vai ser a convivência deles daqui pra frente, como sócios, é a pergunta que não quer calar. Só mesmo o tempo dirá… (Por Anderson Antunes)