08.02.2019  /  9:48

Como a imagem de James Dean, que faria 88 anos nesta sexta, ainda rende milhões aos seus herdeiros

James Dean || Créditos: Getty Images

Morto no fim de setembro de 1955, vítima de um acidente de carro que chocou o mundo, James Dean completaria 88 primaveras nesta sexta-feira. E a ideia de que o galã de Hollywood hoje em dia seria um senhor octogenário de certa forma parece estranha, já que ele partiu dessa para uma melhor com apenas 24 anos vividos, dos quais os últimos foram devidamente registrados em fotos e filmes que desde então servem para garantir o ar de intocável juventude dele.

No caso das produções que imortalizaram o Jett Rink de “Rebelde Sem Causa” como o dono de um dos rostos mais bonitos e icônicos da história do cinema, cujas cenas já foram reutilizadas em várias campanhas publicitárias, além de estas terem garantido a ele um lugar de destaque entre os maiores “sex symbols” de todos os tempos, todas continuam rendendo muito dinheiro para seus herdeiros.

Com apenas oito longas no currículo, Dean foi devidamente creditado em apenas três: “Vidas Amargas” e o já citado “Rebelde Sem Causa”, ambos lançados em 1955, e “Assim Caminha a Humanidade”, o último trabalho do ator que foi lançado meses depois da morte dele. Há quem não tenha assistido nenhuma das fitas, mas a maioria das pessoas de um jeito ou de outro já ouviu falar de ao menos uma: todas figuram nas listas de maiores clássicos da telona.

Acontece que naqueles tempos os hollywoodianos não faziam muita questão de incluir cláusulas em seus contratos com os estúdios que lhes garantissem o pagamento de royalties sobre imagem no futuro, e Dean foi um pioneiro nesse quesito. Tido como um exímio negociador e alguém cem por cento focado na carreira, ele acertou com seus patrões em “Assim Caminha…” algo do tipo que continua sendo um case de sucesso único no showbiz.

O drama épico co-estrelado por Elizabeth Taylor faturou US$ 39 milhões (R$ 144,6 milhões) nas bilheterias mundiais, algo perto de US$ 360 milhões (R$ 1,33 bilhão) em valores atualizados pela inflação do período, e perto da metade disso com o licenciamento para exibição para a televisão. Graças ao acordo firmado pouco antes de morrer, Dean garantiu o direito a 1% de todos os lucros gerados pelo filme.

Feitas as contas, o montante mínimo representa uma soma superior a US$ 30 milhões (R$ 111,2 milhões) corrigidos, grana que foi para nas contas de Marcus Winslow – no caso, o primo do astro e seu único herdeiro natural. Como no aniversário de nascimento de Dean vários canais mundo afora exibem “Assim Caminha…”, nas próximas semanas o “primo rico” deverá receber mais alguns depósitos. E é assim todos os anos sempre que o público fica com vontade de matar as saudades do eterno bonitão. (Por Anderson Antunes)