20.07.2019  /  9:00

Com o que ganhou na bolsa só nesse ano, dono da Ferrari poderia comprar 300 carrões da montadora

Piero Ferrari || Créditos: Reprodução

Com o aumento de patrimônio de US$ 900 milhões (R$ 3,38 bilhões) que teve de janeiro pra cá, Piero Ferrari poderia comprar 300 unidades novinhas em folha da cobiçada LaFerrari, um dos modelos mais famosos e caros da fabricante de carros esportivos luxuosos que leva o sobrenome do empresário e foi fundada pelo pai dele, Enzo Ferrari. Trata-se de um brinquedinho para poucos que custa a partir de US$ 3 milhões (R$ 11,2 milhões) e, acredite se quiser, vende como água.

Esse sucesso, aliás, é o principal motivo por trás do salto que a fortuna de Piero teve desde o começo do ano, de US$ 2,7 bilhões (R$ 10,1 bilhões) para os atuais US$ 3,6 bilhões (R$ 13,5 bilhões). Com ações negociadas na bolsa de valores de Nova York desde 2015, a montadora italiana viu seu valor de mercado aumentar mais de 30% nos últimos sete meses sobretudo por causa dos consecutivos crescimentos de vendas que vem informando aos investidores.

E Piero é o grande beneficiário dessa bonança, já que é o maior acionista individual da Ferrari com uma fatia de 10% (a Fiat Chrysler é a controladora, com cerca de 60%, e o restante das ações estão pulverizadas no mercado). Discretíssimo, o bilionário leva uma vida simples em Modena, na região de Emilia-Romagna da Itália, e mora na mesma casa onde Enzo viveu durante décadas. E, ironia das ironias, segundo quem o conhece bem ele nem é muito chegado em carrões. (Por Anderson Antunes)