08.11.2017  /  13:49

Com medo de ser preso pelo primo, príncipe saudita foge para… o Irã! Aos fatos…

O príncipe Turki bin Mohamed bin Fahd || Créditos: Getty Images

Em tempos de reviravoltas no regime monárquico da Arábia Saudita, como a surpreendente prisão do príncipe e bilionário Alwaleed bin Talal no último fim de semana, o príncipe Turki bin Mohamed bin Fahd achou por bem buscar abrigo em um lugar, digamos, menos instável: de acordo com a imprensa árabe, ele fugiu para o Irã no início
da semana a fim de evitar ser mandado para o xilindró, lembrando que os dois países vivem às turras desde o fim dos anos 1970.

Turki é o filho mais velho do rei Fahd, que morreu em 2005, e estaria na lista negra do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, o favorito para suceder no trono o atual rei, Salman. Já o tio dele, o príncipe Abdul Aziz bin Fahd, não teve a mesma sorte e acabou sendo assassinado em Riad durante uma troca de tiros com a polícia local, que tentou prendê-lo por ordem do primo distante – todos são membros da Casa de Saud, que está no poder desde 1932.

Como Glamurama contou nesta terça-feira, um dos hotéis mais luxuosos da capital saudita – o Ritz-Carlton – foi transformado às pressas em prisão de luxo para abrigar os 11 príncipes detidos nos últimos dias como parte de uma operação anticorrupção orquestrada por Mohammed a fim de provar que nem mesmo a realeza está imune à lei. Rumores que circulam no Oriente Médio dão conta de que novos “hóspedes” devem fazer check-in no estabelecimento muito em breve… (Por Anderson Antunes)