13.11.2017  /  15:01

Com currículo trilíngue, Escola Concept se prepara para o primeiro ano letivo em SP

Escola Concept se prepara para o primeiro ano letivo em SP || Créditos: Divulgação

Hora de pensar no futuro! Glamurama esteve na Escola Concept, nos Jardins, na última sexta-feira para saber tudo sobre o método de ensino da escola que se prepara para o primeiro ano letivo da unidade de São Paulo. Criada pelo Grupo SEB, o instituto tem também unidades já abertas em Salvador e Ribeirão Preto. No encontro, a diretora Priscila Torres explicou que o modelo de educação de vanguarda usado pela instituição permite aos estudantes explorar o conhecimento necessário para lidar com um mundo em transformação.

O currículo será trilíngue – com aulas ministradas em português e inglês, e ainda no idioma digital. A proposta é usar a tecnologia em um projeto inspirado em seis escolas espalhadas pelo mundo que são referência em educação.

Assim como o ensino, salas de aula da Escola Concept fogem do tradicional || Créditos: Divulgação

O currículo é aprovado pelo MEC, mas a maneira de ensinar é diferente do formato tradicional. A Concept propõe que o aluno seja protagonista do seu aprendizado. Ele gosta do que faz e por isso está no comando da própria educação. Além das aulas tradicionais, o currículo tem atividades extracurriculares definidas de acordo com a demanda dos estudantes: indo futebol e dança à robótica e mandarim, por exemplo.

A escola se prepara para desembarcar também no Rio de Janeiro, em 2019, e no Vale do Silício, nos Estados Unidos, em 2020.

Pilares da Concept

A Concept se baseia em quatro pilares:

Empreendedorismo – Ser empreendedor é ter autonomia, entender e solucionar problemas e ter atitude e habilidades cultivadas desde a infância.

Sustentabilidade – Passa pela questão do meio ambiente a preocupação em tomar decisões e questionar como elas irão impactar o mundo em que vivemos. É cidadania. Como ser um bom cidadão.

Colaboração – Estão todos conectados e trabalhando juntos. Ninguém tem uma resposta por si só. Nem os mestres e professores. A ideia é colaborar e compartilhar.

Influência digital – Trabalhar com o estudante no mundo digital. Afinal, ele nasceu cercado pela tecnologia. Inteligência computacional, como resolver e entender essas questões abstratas.

+www.escolaconcept.com.br