08.04.2020  /  9:58

Cofundador do Twitter promete doar quase um terço de sua fortuna para combater o novo coronavírus

Jack Dorsey || Créditos: Reprodução

Quem reclama que os muito ricos não estão fazendo sua parte para combater o novo coronavírus precisa dar um desconto para Jack Dorsey, o cofundador e CEO do Twitter. Isso porque nessa terça-feira o bilionário americano de 43 anos anunciou em sua conta pessoal no microblog que vai doar US$ 1 bilhão (R$ 5,24 bilhões) para a luta contra o Covid-19 nos Estados Unidos, e deixou claro que a quantia equivale a 28% de sua fortuna. A soma também é dez vezes maior do que os valores doados por Jeff Bezos e Mark Zuckerberg, ambos bem mais ricos que Dorsey, para a mesma causa.

Também é fundador e CEO do Square, um aplicativo que facilita pagamentos por meio de smartphones, Dorsey não deu muitos detalhes sobre qual será o destino final do dinheiro, mas nos últimos dias ele tuitou bastante sobre a importância da busca por uma vacina para a doença que levou quase duas bilhões de pessoas em todo o mundo a se isolarem socialmente em suas casas e também medicamentos mais eficazes para diminuir seus sintomas.

Tido como excêntrico, Dorsey já tinha anunciado no mês passado que ajudaria financeiramente pessoas que estão com dificuldades para pagar as contas básicas por algum motivo relacionado à pandemia de Covid-19, como não poder ir trabalhar devido aos pedidos das autoridades de vários países para que ninguém saia nas ruas a fim de evitar ser contaminado, através do Cash App, um app que pertence ao Square. (Por Anderson Antunes)