pdir0938PHi_j0060.JPG

a

Cofundador do Facebook usa fortuna para evitar vitória de Donald Trump

13.10.2016  /  15:16

pdir0938PHi_j0060.JPG
Dustin Moskovitz já doou R$ 64 milhões para vários grupos ligados ao Partido Democrata || Crédito: Getty Images

O cofundador do Facebook Dustin Moskovitz está decidido a usar sua fortuna para evitar que Donald Trump chegue à Casa Branca. Depois de doar, em setembro, US$ 20 milhões (R$ 64 milhões) para vários grupos ligados ao Partido Democrata, pelo qual Hillary Clinton concorre à presidência, o bilionário de 32 anos anunciou nessa quarta-feira que vai destinar outros US$ 5 milhões (R$ 16 milhões) para a campanha dela, além de US$ 3 milhões (R$ 9,6 milhões) para outros partidos que são contra a candidatura de Trump e ainda US$ 7 milhões (R$ 22,4 milhões) para ONGs que promovem campanhas de incentivo ao voto nos Estados Unidos – lembrando que no país o voto é facultativo.

“Eventos das últimas semanas apenas aprofundaram minha convicção de que Hillary é a melhor escolha para a América”, Moskovitz escreveu em um comunicado. Ele se referia ao áudio de 2005 divulgado na semana passada no qual Trump é ouvido conversando de maneira vulgar com o apresentador americano Billy Bush sobre sua maneira de se aproximar de mulheres, algo que prejudicou fortemente a campanha do bilionário.

A propósito, foi durante as Olimpíadas do Rio que Bush falou sobre o áudio pela primeira vez. Integrante da equipe enviada pela rede americana NBC à cidade para cobrir o evento, o apresentador comentou o fato reservadamente com colegas durante um almoço no Copacabana Palace, onde estava hospedado. A história acabou chegando a outros ouvidos, o que culminou com o vazamento, na sexta-feira passada. Suspenso pela NBC, ele agora corre o risco de ser demitido pela estação. (Por Anderson Antunes)