04.03.2020  /  12:47

Cofundador da Apple afirma ser o “paciente zero” do novo coronavírus nos Estados Unidos

Steve Wozniak || Créditos: Reprodução

Cofundador da Apple, Steve Wozniak acredita ser o “paciente zero” do Covid-19 nos Estados Unidos. No Twitter, o empresário que hoje é acionista minoritário da fabricante do iPhone explicou na última segunda-feira que esteve no sudeste da Ásia no começo do ano, e de lá voltou pra sua casa em Los Gatos, na Califórnia, “com a pior gripe da vida”. A mulher dele, Janet Wozniak, também retornou aos States mega-gripada.

Segundo Wozniak, os dois ficaram de cama durante dias, e quando Janet começou a tossir sangue eles acharam melhor buscar ajuda médica em um hospital perto de onde moram, e no qual ouviram dos médicos que os atenderam que a gripe contraída por ambos não era típica e não tinha nada de americana.

A partir daí, contou Wozniak no microblog, o próximo passo do casal foi procurar o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), uma agência do Departamento de Saúde dos EUA, para informar o órgão governamental sobre seu estado de saúde – mas foi solenemente ignorado.

“Ainda não existia um teste para esse novo coronavírus, e fomos instruídos apenas a lavar as mãos com frequência”, Wozniak contou em uma entrevista que deu para o “USA Today. “Quando criaram o teste, a gente já não tinha mais os sintomas”, ele completou. De acordo com o CDC, os principais sintomas do Covid-19 são tosse, febre e falta de ar, que geralmente aparecem 14 dias depois da exposição ao vírus. (Por Anderson Antunes)