09.06.2018  /  9:00

Cliques inéditos do fotógrafo dos ricos Slim Aarons são encontrados e colocados à venda

O fotógrafo Slim Aarons || Créditos: Getty Images

Fotógrafo de socialites, jet-setters e celebridades, Slim Aarons morreu em 2006, quase dez anos depois de vender todo seu arquivo de imagens para o milionário Mark Getty, ele próprio um dos retratados do profissional, membro de um dos mais famosos clãs dos Estados Unidos e cofundador da Getty Images. O que ninguém esperava é que cliques perdidos de Aarons, que foi batizado George Allen Aarons e ganhou o apelido de Slim em razão da silhueta fina, eventualmente seriam encontrados anos depois do negócio, como aconteceu recentemente, e colocados à venda por tempo limitado.

As fotos são de personalidades de todas as áreas que deram o que falar em várias épocas e partes do mundo, como a modelo Helen Dzo Dzo Kaptur, o playboy Hugh Hufner, ou simplesmente anônimos sem limitações financeiras em momentos de curtição total. O tesouro está à venda no site do designer americano Jonathan Adler, que ao longo dos anos se especializou nesse tipo de raridade. Os preços variam entre US$ 695 (R$ 2.647) até US$ 5.950 (R$ 22.669).

Aarons era conhecido pelo uso da simplicidade em seu trabalho – ele nunca aceitou a ajuda de maquiadores ou stylists – criando um estilo todo próprio que definiu como “a fotografia de pessoas que atraem olhares fazendo coisas atrativas em lugares atraentes”. Por ser muito bem infiltrado no grand monde, ele acabou transformando em arte o simples gesto de registrar os amigos em momentos íntimos. “Conhecia todo mundo”, disse o gênio da fotografia em 2002 numa entrevista. “E eles me convidavam para suas festas porque sabiam que eu era um deles”. (Por Anderson Antunes)

A modelo Helen Dzo Dzo Kaptur e Hugh Hefner, em cliques de Aarons || Créditos: Reprodução