17.01.2021  /  9:00

Cinco histórias na vibe de “Bridgerton” para ler quando bater a saudade da série queridinha do momento

Cinco histórias como “Bridgerton” para ler quando bater a saudade da série queridinha do momento || Créditos: Reprodução

Os oito livros da saga “Bridgerton”, da autora Julia Quinn, são tão deliciosos quanto a adaptação da Netflix, que se tornou o hit do momento. E, com certeza, muitos orfãos da série vão se jogar nos livros que inspiraram a atração. Outra boa notícia é que existem vários títulos do gênero que valem a leitura. Selecionamos alguns para vocês:

“Os Rokesbys”, saga com quatro livros, de Julia Quinn (a mesma autora de “Bridgerton”)

“Os Rokesbys”  de Julia Quinn || Créditos: Reprodução

Para os fãs de ‘Bridgerton’, a dica são os romances da série “Os Rokesbys”, que foca na geração anterior aos irmãos Bridgerton. São quatro livros no total: ‘Uma Dama Fora dos Padrões”, “Um Marido de Faz de Conta”, “Um Cavalheiro a Bordo” e “Uma Noiva Rebelde”. 

“Quatro estações do amor”, de Lisa Kleypas

A série “Quatro estações do amor” de Lisa Kleypas || Créditos: Reprodução

Lisa Kleypas escreveu quase 40 romances em 30 anos. Para quem procura algo em sintonia com “Bridgerton”, a melhor escolha é a série “Wallflowers”. O enredo foca na amizade feminina: Annabelle, Evie, Lillian e Daisy puxam conversa em um salão de baile e fazem um pacto para ajudar uma a outra a encontrar maridos. Os quatro títulos principais incluem “Segredos de uma noite de verão”, “Aconteceu no outono”, “Diabo do inverno” e “Escândalo na primavera”.

Os Bedwyns”, de Mary Balogh

A série “Os Bedwyns” de Mary Balogh || Créditos: Reprodução

O catálogo da escritora canadense Mary Balogh é enorme, com quase 100 romances, a maioria deles ambientados na era georgiana. A melhor saga para começar é “Os Bedwyn”, que tem nove partes, entre elas, “Ligeiramente Casado”, “Ligeiramente Mau”, “Ligeiramente Escandaloso”, “Ligeiramente Tentado”, “Ligeiramente Pecador” e “Ligeiramente Perigoso”. A série começa com o caso de amor de Eve Morris com o Coronel Lord Aidan Bedwyn, que prometeu a seu irmão no leito de morte que cuidaria de Eve, e resulta na saga completa da família Bedwyn e suas histórias de amor. 

“Entre Irmãos”, de Courtney Milan

A série “Entre Irmãos” de Courtney Milan || Créditos: Reprodução

Courtney Milan é conhecida por seus romances históricos feministas. Para começar, escolha a série “Entre Irmãos”, que inclui “A Guerra da Duquesa”, “O plano da  herdeira”, “A Conspiração da Condessa” e “O Escândalo de uma rebelde“.

“Os Bastardos Impiedosos”, de Sarah MacLean

“Os Bastardos Impiedosos”, de Sarah MacLean || Créditos: Reprodução

O primeiro romance de Sarah MacLean, “Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar”, é super conhecido e premiado. No entanto, sua mais recente trilogia, “Os Bastardos Impiedosos”, faz a combinação perfeita entre feminismo e romance na era Regência Britânica.