04.01.2018  /  11:09

Chico Buarque e a “tradição” que o faz voltar nessa quinta aos palcos cariocas com sua nova turnê

Chico Buarque em show da turnê “Caravanas” em Belo Horizonte || Créditos: Leo Aversa

Chico Buarque apresenta nesta quinta-feira o primeiro show da turnê “Caravanas” em sua cidade natal, o Rio de Janeiro. O show de estreia da turnê nacional aconteceu em Belo Horizonte no dia 13 de dezembro. Estrear uma turnê em uma cidade fora do Rio, onde mora, é uma tradição que o artista mantém há 30 anos, desde a volta dele aos palcos em 1988. Antes de 1988, o cantor e compositor havia ficado 13 anos sem sair em turnê. Outra “mania” do artista é levar suas turnês ao Rio sempre no mês de janeiro, como forma de tornar o show mais democrático e acessível para um maior número de pessoas de diferentes lugares, aproveitando que o balneário recebe muitos turistas nessa época.

Chico sobe ao palco do Vivo Rio com sua banda de sete músicos. A única novidade é a entrada de Jurim Moreira, baterista que substitui Wilson das Neves, que morreu em agosto. Nenhuma participação é esperada, nem mesmo de seu neto, Francisco Buarque de Freitas, com quem assina a música “Massarandupió”.

O espetáculo tem duração de uma hora e meia e, além de incluir todas as músicas do novo CD, resgata outras 18 composições de diferentes fases de seus mais de 50 anos de carreira, entre elas “Homenagem ao Malandro”, do musical “Ópera do Malandro” (1978). “Caravanas” fica em cartaz no Rio até dia 4 de fevereiro e, depois do Carnaval, segue para São Paulo para quatro semanas de apresentações no Tom Brasil (de 1 a 11 de março, e de 22 de março a 1º de abril). Em seguida, Chico e cia zarpam para outras capitais do Brasil.

Chico Buarque em show da turnê “Caravanas” em Belo Horizonte || Créditos: Leo Aversa

Detalhes para ficar ligado: a cenografia do espetáculo é assinada pelo expert Hélio Eichbauer e iluminação by Maneco Quinderé. O palco é tomado por cordas que movimentam o cenário, tendo como destaque um único objeto flutuante.

Segundo Glamurama apurou com assessoria de imprensa do artista, Chico, que nunca escondeu ter um certo pânico de se apresentar em público, ensaiou para a turnê de segunda à sexta-feira, durante alguns meses, passando diariamente todo o set list para que na hora de subir no palco estivesse tudo impecável. Aos 73 anos, a disciplina e foco do artista são totais nesse momento.

Os valores dos ingressos para os shows no Rio variam de R$ 220 a R$ 490 e estão à venda pelo site www.vivorio.com.br. Em tempo: ainda há disponibilidade em alguns setores para a apresentação desta quinta-feira. Corre lá!