19.06.2013  /  13:57

Chico Buarque completa 69 anos e ganha parabéns engajado do Glamurama

O muso da MPB, Chico Buarque, completa 69 anos nesta quarta-feira. Em sua homenagem, e considerando a atual conjuntura do país, Glamurama escolheu seis de suas principais músicas de protesto contra a ditadura dos anos 60 e 70. Parabéns engajado!

 

“Roda Viva” faturou o terceiro lugar no Festival de Música Popular Brasileira em 1967. Composta para a peça de mesmo nome escrita por Chico, a trajetória de um cantor massificado pelo esquema de televisão. Em 1968, a peça foi montada  e o teatro invadido pelo Comando de Caça aos Comunistas.

 

O recado foi claro também na música “Apesar de você”, de 1970.

 

No álbum “Meus Caros Amigos”, de 1976, havia a música de mesmo nome composta em parceria com Francis Hime mandando recado para o diretor de teatro Augusto Boal, que estava no exílio.

 

Em 1977, Os Saltimbancos cantaram  “Todos Juntos” quando descobriram que a união faz a força.

 

Chico Buarque cantou “Cálice” com Milton Nascimento em 1978, quando a música composta por ele e Gilberto Gil foi finalmente liberada pelo governo. Antes disso, Gil e Chico chegaram a ter os microfones desligados durante show.

 

Acabou a ditadura e, junto ao movimento de Diretas Já, em 1984, Chico lançou “Vai Passar”, mais uma parceria com Francis Hime.

 

Para terminar, “Bye, bye, Brasil”, composta com Roberto Menescal em 1979.