04.02.2015  /  13:57

Chico Buarque canta, samba e reverencia a Mangueira. Play!

O tradicional show fechado da Mangueira para arrecadação para o Carnaval teve na noite dessa terça, no Vivo Rio, no Rio, as figuras carimbadas de sempre, como Alcione, Rosemary e Sombrinha. Também teve Fernanda Abreu, Zélia Duncan e Péricles. O enredo da Mangueira de 2015 homenageia as mulheres brasileiras e, claro, aquelas que fazem parte da escola verde e rosa, como Dona Ivone Lara.

Por conta da chuva que caía na noite, as mesas demoraram a encher. Os aplausos em cena aberta vieram com Carminho, num belíssimo dueto com Péricles. Ela ainda cantou mais uma e eis que o Vivo Rio veio abaixo com a chegada de Chico Buarque. Tímido, como sempre, interpretou “Não existe Pecado ao Sul do Equador” com a linda cantora portuguesa, de uma voz que encanta a todos imediatamente. Depois, sozinho no palco, cantou “Olhos nos Olhos”. As mulheres, claro, enlouqueceram. “Eu te amo Chicooooo”, veio da plateia.

Era hora de samba no pé. E a escola, com bateria, puxador e mulatas, cantou o samba deste ano. As cortinas se fecharam e abriram para reverenciar o tema de 1998, consagrado campeão na Sapucaí: “Chico Buarque da Mangueira”. Puxado à frente, Chico sambou, sorriu, fez graça. No vídeo, registrado pelo Glamurama, ele tenta sair de cena e é puxado outra vez. E faz mais graças para delírio da plateia. A filha, Silvia Buarque, acompanhava tudo de uma das mesas na plateia vip. Mas logo que começou o outro samba-enredo, Chico não hesitou e foi, à francesa, como se ninguém percebesse, saindo de cena. De vez. (Por Pedro Henrique França)

Aperte o play e confira o samba no pé de Chico!