09.07.2020  /  10:36

Château usado por Jackie e John Kennedy para fugir do inverno de Washigton é vendido por R$ 368,8 milhões

A propriedade conhecida como “Casa Branca de Inverno” e, no detalhe, Jackie e John com os filhos || Créditos: Reprodução

Conhecida como “Casa Branca de Inverno”, uma mansão localizada na ensolarada Palm Beach, na Flórida, e que foi frequentada por John F. Kennedy, acaba de ser vendida por US$ 70 milhões (R$ 368,8 milhões). A propriedade de 11 quartos e área privativa de 1,4 mil metros quadrados foi construída em 1920 e comprada em 1933 pelo pai do ex-presidente dos Estados Unidos entre 1961 e 1963, o diplomata Joseph P. Kennedy, morto em 1969, mas era mais usada pelo político.

Era para lá que Kennedy e sua mulher, Jackie Kennedy, junto com Caroline e John Kennedy Jr., filhos dos dois, viajavam quando queriam fugir do frio de Washington. Foi no château de frente pro mar que ele escreveu o livro “Perfis de Coragem”, que lhe rendeu um Pulitzer em 1957, e passou seu último fim de semana antes de seguir para Dallas, onde foi assassinado em novembro de 1963.

O endereço icônico teve apenas três donos até hoje, e a última foi a bilionária americana Jane Goldman, conhecida nos EUA por ser a única integrante do clube dos dez dígitos do país que comanda uma imobiliária. Já o nome de seu novo proprietário é um mistério, mas a julgar pelo valor que ele ou ela desembolsou para tê-lo, provavelmente também deve ser um bilionário. (Por Anderson Antunes)

Vista aérea da mansão localizada em Palm Beach || Créditos: Reprodução