06.03.2018  /  12:07

Chanel leva sofisticação à sério com coleção dominada por mood outonal

Desfile de outono/inverno 18/19 da Chanel // Getty Images

O Grand Palais, em Paris, foi transformado em uma floresta para receber o Outono-Inverno 2018/19 da Chanel. Folhas secas cobriram o chão do espaço, que foi tomado por uma mata densa. A vegetação dominou a coleção, com estampas e texturas que se mimetizavam com o cenário. Em contraponto à atmosfera inóspita, o outono de Karl Lagerfeld teve a sofisticação levada mais a sério, sem deixar de lado a pegada street que vem com força na estação e tem dominado os últimos desfiles da marca.

O uniforme Chanel da temporada mira em passeios ao ar livre com tecidos acolchoados, pantacourts e casacos poderosos. Karl se rendeu ao floral e às estampas, mas com um efeito quase camuflado e cartela de cores escura. Austeridade de peças pesadas foi quebrada com acessórios kitsch como luvas pink e de lamê dourado. A Chanel parece ter “saído do armário” e se assumido como uma label mais descolada, deixando de associar o estilo lady like aos millenials e focando em uma mulher mais empoderada.

Kaia Gerber desfilou pela primeira vez como embaixadora da marca, mas foi a modelo holandesa Luna Bijl a escolhida para fechar a apresentação ao lado “kaiser”. Ele confessou ser ela sua queridinha da vez, dizendo que até a chama de Choupette, nome de sua famosa gatinha. “Há pessoas que eu chamo de Choupette. Ela [Luna Bijl] e Lily-Rose Depp são minhas Choupettes”, explicou ele nos bastidores do desfile. Aos cliques!