15.05.2016  /  9:44

Céu lança coleção e dá status de “camiseta de banda” a ícones da MPB

Céu vestindo sua coleção e, no meio, modelo com a camiseta de Luiz Melodia, desenho feito pela cantora || Créditos: Divulgação
Céu vestindo sua coleção e, no meio, modelo com a camiseta de Luiz Melodia, desenho feito pela cantora || Créditos: Divulgação

A cantora Céu lançou há menos de uma semana uma coleção de roupas e acessórios, batizada de “Velvet Caju”. Entre as 60 peças, em parceria com a Farm, camisetas “de banda”, só que com ícones da MPB que são referências musicais pra ela, como Chiquinha Gonzaga, Luiz Melodia e Jacob do Bandolim. Bacana, né? E todos os retratos desenhados por ela mesma… Glamurama foi bater um papo com a moça para entender o caminho que a fez entrar de cabeça no processo criativo da indústria da moda.Vem ler! (por Michelle Licory)

Glamurama: Quando começou seu envolvimento com criação e design de moda? Tem algum conhecimento técnico na área?

Céu: “Acredito que, qualquer que seja a forma de criação, ela vem do mesmo lugar. Esse foi um processo muito especial, por vários motivos. Sempre gostei de tecido e tive interesse e respeito por esse universo. Mas nunca tive conhecimento técnico algum em nada nessa área. Só mesmo curiosidade. Cheguei a me matricular em um curso de costura, fiz umas aulas… Mas nunca conseguia tempo para dar continuidade por conta da vida corrida que a música proporciona. Já tinha rabiscado umas coisas sim, pros meus shows e pra minha filha principalmente, mas nunca tinha colocado em prática. Tive duas avós que costuravam para os netos e também uma irmã que trabalhou muito tempo com moda e chegou a ter marca própria de roupa infantil. Era esse meu contato antes dessa coleção”.

Glamurama: E os retratos desenhados por você mesma de suas referências na MPB: de onde veio a ideia de colocar isso em camisetas?

Céu: “Sempre curti desenhar, inclusive reproduzir retratos… Achei legal juntar aquela ideia de ‘camiseta de banda’, que são geralmente as minhas camisetas favoritas, com artistas que adoro, mas que seria inusitado ver nesse formato. Tudo de uma maneira bem leve, despretensiosa”.

Glamurama: Se Céu fosse uma peça de roupa, qual seria? E de que tecido?

Céu: “Puxa, difícil essa pergunta! Mas estou apaixonada por veludo molhado. Fiquei muito feliz que rolou na coleção, do jeitinho que eu queria usar. Amo macacão, vestido…”

Glamurama: Como surgiu essa parceria com a Farm?

Céu: “A parceria surgiu após um show que fiz para eles. Nossa relação se estreitou e eles foram muito receptivos comigo, estavam superabertos a embarcarmos numa história juntos. Poderia ter sido só ilustração para camisetas, mas depois de uma reunião se transformou em peças que eu queria usar. E a coisa andou, naturalmente”.