28.01.2019  /  8:00

CEO da Disney, Bob Iger quase dobrou o salário em 2018. E “Pantera Negra” tem muito a ver com isso…

Bob Iger || Créditos: Getty Images

A excelente performance da Disney no ano passado rendeu ao chefão da maior empresa de mídia do mundo um aumento considerável de salário, e é claro que são de milhões de dólares que estamos falando. O sortudo em questão é Bob Iger, que além dos US$ 3 milhões (R$ 11,3 milhões) fixos que embolsou entre janeiro e dezembro de 2018 ainda levou pra casa outros bônus e compensações que elevaram a quantia final para US$ 65,6 milhões (R$ 247,9 milhões). Para efeito de comparação, no nos doze meses imediatamente anteriores o executivo americano recebeu US$ 36,3 milhões (R$ 137,2 milhões).

CEO da Disney desde 2005, Iger foi o grande responsável pelo aumento considerável em faturamento que a gigante de mídia teve de uns tempos pra cá, já que boa parte da grana extra é resultado de iniciativas passadas dele, como a decisão pela compra da Pixax, em 2006, e da Lucas Film, em 2012: os dois estúdios emplacaram produções na lista das dez mais assistidas nos cinemas dos Estados Unidos em 2018, respectivamente “Os Incríveis 2” e “Solo: Uma História Star Wars”.

Tanto sucesso até rendeu rumores de que o todo-poderoso estaria pensando lançar voos maiores, como uma possível candidatura à presidência dos EUA em 2020, mas ele mesmo jogou um balde de água fria naqueles que torciam por isso em outubro. “É algo que está totalmente fora dos meus planos nesse momento”, Iger disse em entrevista para a “Vanity Fair”. (Por Anderson Antunes)