22.04.2021  /  16:23

Centro Cultural Olido vai homenagear a DJ Sonia Abreu com a mostra ’60 Anos de Discotecagem em SP’

Sonia Abreu || Créditos: Reprodução

Sonia Abreu, considerada a primeira mulher DJ do Brasil, morreu aos 68 anos por conta de problemas respiratórios causados pela esclerose lateral amiotrófica (ELA), em 2019. E a profissional será homenageada com a inauguração da Galeria da DJ Sonia Abreu, no Centro Cultural Olido, com a mostra ’60 Anos de Discotecagem em SP’. Esse será o primeiro espaço público dedicado ao universo dos DJs com mais de mil itens em exposição. A galeria e exposição, idealizadas por Alê Youssef, têm curadoria de Claudia Assef. A abertura, online, acontece no dia 28 de abril, com tour virtual da expo e um set do DJ Marky.