10.09.2018  /  12:09

Cartas evidenciam que o príncipe Philip apoiou Lady Di quando ela se divorciou de Charles

Diana com o então sogro, Philip || Créditos: Getty Images

E não é que o príncipe Philip, que sempre teve fama de ser conservador, adotou uma postura até que progressista durante uma das maiores crises da monarquia britânica nas últimas décadas? De acordo com cartas trocadas entre o marido da rainha Elizabeth II e a princesa Diana quando ela estava se divorciando do príncipe Charles, em meados dos anos 1990, Philip tomou as dores da nora e escreveu mensagens como “Não posso imaginar ninguém em sã consciência trocando você por Camilla [Parker Bowles]”.

As correspondências datam de 1996 e estavam sob a posse de Paul Burrell, mordomo de Lady Di, e depois de anos de disputas judiciais para proibir sua publicação acabaram ganhando as páginas do “Daily Mail” no fim de semana. O consorte mais famoso do mundo, que neste ano completou 97 primaveras, costumava assinar “Com amor, Pa”, que é o diminutivo de “Papa” (ou “Papai”), maneira como os Windsors se referem aos pais na intimidade.

Mas apesar de terem se entendido aparentemente bem durante o período difícil, Diana e Philip sempre tiveram uma relação conturbada, com ele a culpando pelo fim do casamento com Charles diversas vezes. “Você pode dizer honestamente que Charles e Camilla não teriam voltado a se ver por causa do seu comportamento no casamento”, ele a questionou certa vez em uma das cartas. “Tem certeza que não é culpa sua o fato de que ele te traiu?”. Eu, hein! (Por Anderson Antunes)