22.11.2019  /  13:08

Carol Trentini conta tudo sobre o seu primeiro single: “A música é feita para registrar sentimentos”

Carol Trentini lançou o single “Quem Disse que o Amor É Igual?”, inspirado nos filhos / Crédito: Instagram

Carol Trentini é um ícone no mundo da moda e está na lista das tops mais importantes dos últimos tempos. Queridinha de Anna Wintour, já desfilou em mais de trinta países e atualmente, aos 32 anos, divide seu tempo entre passarelas, estúdios e eventos, os filhos, Bento, de seis anos, e Benoah, de três, que são prioridade total, e… música. Na verdade, um hobby que está ganhando cada vez mais espaço na vida de Carol. “Depois de participar do ‘Popstar’, pude explorar um pouco mais desse universo.”

Carol Trentini lançará o single “Quem Disse que o Amor É Igual?”, composto por ela e inspirado nos filhos: “Enxergo a música como uma forma de registrar sentimentos. Deixá-los fluir em forma de canção foi uma experiência muito enriquecedora”, conta. Apesar de ser apenas um passatempo por enquanto, o single de Carol emplacou e ganhará até um clipe. Para o Glamurama, ela fala mais sobre essa nova fase de sua vida. Confira!

Glamurama: Você acaba de lançar seu primeiro single. Quando e como a música entrou na sua vida?
Carol Trentini: A música sempre fez parte da minha vida. Desde pequena, algumas canções me marcaram e me remetem a momentos especiais. Cantarolamos muito em casa – eu, meu marido e nossos filhos – porque é algo que preenche e alegra o nosso dia a dia. Depois de participar do ‘Popstar’, pude explorar um pouco mais esse universo, mas como um hobby pessoal, sem pretensões de levar como profissão.

G: Sua participação no ‘Popstar’ deu o empurrãozinho que faltava…
CT: Sem dúvida! Foi a primeira vez que subi em um palco para cantar, e foi um desafio que me marcou profundamente. Levarei essa experiência comigo para o resto da vida. Trazer este universo para mais perto e entender todo o processo por trás de algo que, para mim, era apenas um amor despretensioso, foi realmente muito especial.

G: Como surgiu a ideia de lançar ‘Quem Disse que o Amor É Igual?’?
CT: A ideia surgiu depois de participar do Popstar. Enxergo a música como uma forma de registrar sentimentos, e deixá-los fluir em forma de canção foi uma experiência muito enriquecedora.

G: Como foi o processo de composição?
CT: Tive vontade de compor algo para meus filhos, como uma forma de homenageá-los. A música fala sobre a relação entre mães e filhos, especialmente sobre a forma como amamos cada um de maneiras diferentes. O amor aflora de formas muito diversas e foi esse amor – tão único – que me inspirou.

G: Pretende gravar um clipe?
CT: Os meus agentes têm me incentivado a registrar esta canção também em forma de clipe, então é algo que talvez acabe acontecendo, sim.

G: Tem outras músicas prontas ou prestes a serem lançadas?
CT: Esta é a única música que compus e gravei até agora. Fiz esta canção em parceria com o Nego Joe. Não é um lançamento comercial. Foi realmente um desejo pessoal que acabou crescendo.

G: Pretende seguir nesse caminho?
CT: Meu ramo continua sendo a moda. O trabalho como modelo é o que me move e que continua sendo meu foco. Cantar é, no meu caso, um gostoso passatempo.

G: Como ficou a vida de modelo no meio disso tudo?
CT: A moda segue sendo minha prioridade. Esse lançamento foi algo pontual, que pude conciliar tranquilamente com a minha carreira de modelo.