07.10.2019  /  10:20

Carminha, Tufão e companhia estão chegando… Glamurama relembra os melhores momentos de “Avenida Brasil”

A inesquecível Avenida Brasil || Créditos: Reprodução

O título “Vale a Pena Ver de Novo” se encaixa perfeitamente no retorno de “Avenida Brasil”. A trama de João Emanuel Carneiro, dirigida por Amora Mautner e José Luiz Villamarin, que literalmente parou o país ao contar a história de amor e vingança de Carminha (Adriana Esteves), Nina (Debora Falabella), Tufão (Murílio Benício), Jorginho (Cauã reymond), Leleco (Marcus Caruso), Max (Marcelo Novaes), reestreia nessa segunda-feira, para a felicidade geral da nação. E para fazer um ‘warm up’, Glamurama lista abaixo os melhores momentos desse ‘oi, oi, oi’ inesquecível.

Lixão, onde tudo começou!
Logo no primeiro capítulo, crianças em um lixão mostram uma dura realidade e trazem Mel Maia, no papel de Nina que depois foi interpretado por Débora e Bernardo Simões, que fez Jorgino papel de Cauã Reymond na segunda fase.  A cena em que a garota é jogada no lixão pela madrasta Carminha (Adriana Esteves) e o amante dela, Max (Marcello Novaes), depois da morte de seu pai, Genésio (Tony Ramos) é de arrepiar. Já Batata era uma das crianças que morava lá e era criada por Mãe Lucinda (Vera Holtz). E como esquecer o casamento dos pequenos?

Novatos
Um dos destaques da trama foi o aparecimento de ótimos atores, entre eles, Cacau Protásio e Juliano Cazarré que  ganharam espaço ao longo da novela e que faziam todos rirem. “Eu quero ver tu me chamar de amendoim”, o funk de Zezé e as tiradas de Adauto rendem boas saudades até hoje.

Na Cova
O capítulo 100 de “Avenida Brasil” trouxe uma virada na trama, já que neste episódio Carminha descobre quem realmente é Nina. A partir daí, a guerra entre as duas fica declarada e um dos momentos mais tensos é o sequestro de Nina feito pela vilã e seu comparsa para jogá-la em uma cova e enterrá-la viva. A cena traz um belo texto cheio de insultos e carga dramática. Claro que Nina se salva e volta com tudo para continuar seu plano de vingança.

O jogo virou
Quem mandou, Carminha? Nina voltou literalmente das catacumbas para acabar com Carminha. Quem lembra quando a família de Tufão decide passar uns dias em Cabo Frio, e Nina coloca fotos de Carminha e Max juntinhos por toda a casa onde eles moravam? E tudo o que a empregada fez ela passar naqueles dias seguintes como a frase: “Me serve, vadia”, além do corte e pintura do cabelo da malvada.

Pirou o cabeção
Depois de sofrer nas mãos de Nina, Carminha simplesmente não segura a onda e dá uma pirada. Nesse momento difícil, ela volta ao lixão depois de um porre daqueles para rever os amigos de infância, já que ela também viveu por lá. “Toca pro inferno”, como ela diz na cena

Um grito inesquecível…
Para não deixar de ter vida boa, Carminha era capaz de tudo, inclusive de tentar matar o amor de sua vida, Max. Ela tenta afogá-lo depois de afundar a lancha onde ele estava, mas o plano vai por água abaixo e ele reaparece na mansão. Ao dar de cara com ele, Carminha solta um grito desesperado e a gente nunca mais conseguiu esquecer esse momento.

O fim de Carminha 
Depois de aprontar todas, enfim a família de Tufão descobriu quem ela era realmente e tudo por culpa de Max que entregou o romance dos dois. Na cena, ela ainda leva uma bofetada do marido além de uns belos desaforos, mas não deixa passar batido e também manda uma direta pra eles: “Eu perdi os melhores anos da minha vida nesse subúrbio de merda, com essa família cafona”, disse na cena.