16.05.2016  /  13:21

Cara Delevingne insulta oficiais do trem Eurostar e é detida

615561071DM00005_2016_MTV_M
Cara Delevingne é detida em Paris || Créditos: Divulgação

Cara Delevingne foi detida e multada em Paris antes de embarcar no trem Eurostar com destino a Londres. É que a top de insultou a equipe de segurança do local, que puxou de lado sua bagagem para verificação aleatória.  Pessoas que estavam no local disseram ao “The Sun” que Cara, de 23 anos, se comportou como uma “criança mimada” quando a bagagem foi apontada para a inspeção.

O incidente aconteceu na estação Gare du Nord, enquanto ela partia com destino ao aniversário de sua irmã Poppy Delevingne, no dia 5 de maio, no restaurante Chiltern Firehouse , mas só veio à tona nesta segunda-feira, com o fato reportado pelos jornais britânicos. Depois de permanecer detida por 1 hora, ela foi multada por abuso verbal, segundo contou uma fonte judicial ao “The Telegraph”. “Era como se achasse que ela não teria que respeitar as mesmas regras que todos os outros só porque é famosa.”, disse uma fonte ao tabloide. “Ela ficou de joelhos e uniu as mãos como se estivesse orando por tudo ter acabado. Foi bizarro.”

Depois de Cara xingar um oficial, outro veio para tentar acalmar a situação. Foi quando ela tentou fazer uma ligação de seu celular, ficando ainda mais irritada ao ser ordenada a desligá-lo, uma vez que ligações não são permitidas na área. Nesse momento, ela gritou  “f**k you” para a oficial e foi levada para outro local. Menos de uma hora depois, surgiu com os olhos vermelhos, dando indícios de que chorou durante o questionário. Mais calma, pediu desculpas aos oficiais e foi liberada para pegar o próximo trem com destino a Londres, chegando a tempo ao aniversário de 30 anos da irmã. Segundo reportou o “The Mirror”, a multa paga foi no valor de aproximadamente 30 libras (R$ 152).

Um segurança francês disse ao “The Telegraph”, que muitos oficiais estão fartos de lidar com celebridades que “pensam que estão acima da lei”. Ele disse: “Eles têm que aprender que as mesmas regras se aplicam a eles e estamos apenas fazendo nosso trabalho quando tratamos eles da mesma forma que tratamos qualquer outra pessoa.”