Iron & Wine se apresenta no Brasil pela primeira vez || Créditos: Divulgação

Ícone folk, Iron & Wine fala sobre a primeira vez no Brasil e álbum novo

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Iron & Wine se apresenta no Brasil pela primeira vez  ||  Créditos: Divulgação
Iron & Wine se apresenta no Brasil pela primeira vez || Créditos: Divulgação

Dono dos hits “Naked As We Came”, “Such Great Heights” e “Flightless Bird, American Mouth” – trilha sonora do filme “Crepúsculo”-, Iron & Wine, nome artístico de Sam Beam,  um dos maiores nome da música folk norte-americana, desembarcou esta semana no Brasil para shows em São Paulo, no Cine Joia, e no Rio de Janeiro, no Sacadura 154, nos dias 2 e 3 de setembro, respectivamente. Beam conversou com o Glamurama sobre seu novo álbum de covers lançado em parceria com Ben Bridwell – vocalista do Band Of Horses -, o que espera do público brasileiro e o possível lançamento de uma inédita em palcos brasileiros. Ah, o bate-papo vem embalado por uma playlist especial ao som de Iron & Wine. (Por Alexandre Montanher)

Glamurama: Esta é a primeira vez que você se apresenta no Brasil. Está ansioso?
Iron & Wine: “Sim, esta é minha primeira vez no Brasil e sempre foi um sonho visitar o país, estou muito feliz por trazer a minha turnê pra cá. Quero conhecer pessoas novas e experimentar um pouco da comida, música e cultura brasileira.”

Glamurama: O álbum “Archive Series Volume No. 1” foi lançado em janeiro. Haverá uma sequência?
Iron & Wine: “O ‘Archive Series’ terá ao todo sete singles e contará com vários tipos de lançamento como covers e músicas acústicas. Então estamos pensando ainda como iremos seguir com o segundo volume. O disco que estou trabalhando atualmente é álbum de dueto com Jesca Hopp, e esperamos lança-lo no próximo ano.”

Glamurama: O que mais inspirou você na criação de “Sing Into My Mouth”?
Iron & Wine: “Como eu e Ben Bridwell não tínhamos que escrever nenhuma música, nós tivemos mais liberdade para a criação de arranjos e experimentar novas coisas. Mas a gravação foi rápida, gravamos o álbum em apenas uma semana.”

Glamurama: Como você conheceu Ben Bridwell? E com foi o processo criativo do álbum “Sing Into My Mouth”?
Iron & Wine: “Eu era muito amigo do irmão mais velho de Ben, então nós crescemos juntos e sempre estivemos em contato, compartilhando músicas e mixtapes. Para gravar “Sing Into My Mouth” nos reunimos e selecionamos uma grande lista de músicas que queríamos que cada um ouvisse, e acabamos gravando-as no estúdio.”

Glamurama: Você se sentiu pressionado por fazer covers de banda de peso como Talking Heads, Sade e Spiritualized?
Iron & Wine: “A pressão sempre existe. Mas como estávamos trabalhando com músicas tão poderosas, o objetivo era trazer o nosso lado pessoal e interpretá-las de um jeito único, criando uma nova versão.”

Glamurama: Você recebeu algum retorno das bandas?
Iron & Wine: “Ainda não tive nenhuma mensagem direta, mas teve uma ótima repercussão nas mídias sociais.”

Glamurama: Qual a sua música que você mais gosta?
Iron & Wine: “Gosto de todas! Não tenho nenhuma favorita.”

Glamurama: O que o público pode esperar de você?
Iron & Wine: “Trouxe para o Brasil a minha turnê solo. Então eu vou tocar um pouco das minhas músicas novas, um pouco das minhas antigas, talvez alguns covers e quem sabe não apresentamos uma música inédita. Estou aberto a atender as músicas pedidas pela audiência e será muito divertido para todo mundo.”

Serviço:

Cine Joia
Praça Carlos Gomes, 82
Sé – São Paulo
Classificação: 18 anos

Sacadura 154
Rua Sacadura Cabral, 147
Saúde – Rio de Janeiro
Classificação: 18 anos

Você também pode gostar