15.01.2019  /  10:49

Campanha online lançada por irmão de Pablo Escobar para impichar Trump sai do ar depois de arrecadar R$ 37 mi em 48h

Roberto Escobar e Donald Trump || Créditos: Getty Images/Reprodução

Adicionem Roberto Escobar, irmão e ex-contador de Pablo Escobar, à lista dos inimigos públicos de Donald Trump que querem ver o presidente dos Estados Unidos bem longe da Casa Branca o mais rápido possível. No último dia 7, Escobar lançou uma campanha no site de financiamento coletivo GoFundMe com o objetivo de arrecadar US$ 50 milhões (R$ 185 milhões) para “patrocinar” as investidas pelo impeachment do republicano, que no momento movimentam alguns democratas no Congresso americano.

Sem explicar direito como pretende usar o dinheiro, ele afirmou apenas que enfrentar alguém com o poder de Trump “custa caro”, e também prometeu revelar provas sobre uma suposta relação suspeita mantida entre o chefe do executivo americano décadas atrás com a empresa Escobar Inc., que cuidava dos ativos do traficante colombiano mais famoso de todos os tempos nos tempos de auge dele.

E por mais incrível que pareça, a vaquinha online arrecadou mais de US$ 10 milhões (R$ 37 milhões) em menos de 48h, até ser retirada do ar pelos administradores do GoFundMe, que decidiram investigar melhor o plano mirabolante de Escobar e, sobretudo, os detalhes sobre o destino pretendido para a grana. De qualquer forma, ele continua aceitando doações em um site que criou só para esse objetivo, e que batizou de “ByeByeTrump”. (Por Anderson Antunes)

Escobar continua aceitando doações no site “ByeByeTrump” || Créditos: Reprodução